Pular para o conteúdo principal

UVA realiza I Feira de Oportunidade na unidade de Messejana



A Universidade Vale do Acaraú realizará, de 13 a 15 de junho, a primeira edição da Feira de Oportunidade, evento destinado a difusão das experiências exitosas dos alunos em prol das comunidades assistidas pela instituição. A abertura do evento acontecerá na unidade de Messejana, em Fortaleza, a partir das 18 horas desta quinta-feira (13). O evento será aberto ao público.





Para a coordenadora de ensino da UVA, professora Otilia Martins, o objetivo é difundir conhecimento e compartilhar com a comunidade universitária e movimentos sociais, pesquisas e teses elaboradas pelos estudantes com foco na qualificação dos alunos e das comunidades assistidas pelos projetos sociais desenvolvidos pela universidade. “Um bom exemplo dessas experiências é a incubadora de economia solidária, cujos resultados já superam todas as nossas expectativas“, ressalta a professora.





A feira será aberta com uma exposição e roda de conversa sobre “A educação como instrumento de transformação da realidade“, a cargo do ex-deputado federal Eudes Xavier e do professor Emanuel Ramos, sociólogo com especialização nas áreas de psicopedagogia e psicanálise. Na oportunidade também será apresentada a experiência desenvolvida pelo Instituto Florestan Fernandes com jovens trabalhadores rurais da região do Sertão Central do Ceará, integrantes do Projeto Formação de Formadores em Políticas Públicas e Cidadania.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…