Pular para o conteúdo principal

Estilo livre, reggae e tranceagitam a festa TerçAnormal na Biruta



 As terças-feiras na Biruta têm sido animadas com a festa TerçAnormal. No próximo dia 23, o Dj Biruta abre a pista,com o melhor do estilo livree recebe a DJ Pri Marttina, que irá mesclar o bom reggae. O ritmo jamaicano continua com a Dj Jordanna Thiellys e o Dj Magro, que vão trazer as várias vertentes do reggae. Na madrugada, o trance invade a Biruta com os DJs Gamma e Evans, que vem agitando e colocando todo mundo pra dançar. 
Programação: 
22h - Dj Biruta e Dj Pri Marttina
24h - Dj Magro
01h - Dj Jordanna Thiellys
02h - Dj Gamma
03h - Dj Evans
  
PROMO-Ingressos (individual):
R$ 5,00 (até às 23h)
R$ 10,00 (De 23h até meia noite)
R$ 20,00 (Após meia noite, volta ao preço normal) 
Vendas: no local = Biruta
Endereço: Av Clóvis Arrais Maia 4111 – Praia do Futuro
* O BAR aceita cartão de crédito

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…