#audioinclui

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Saúde - Otite média aguda é pauta do XV Congresso Norte-Nordeste de Otorrinolaringologia em Fortaleza



A inflamação no ouvido causada pela otite média aguda (OMA), suas causas, tratamentos e eventuais prejuízos à saúde serão discutidos no XV Congresso Norte-Nordeste de Otorrinolaringologia, que ocorre nos dias 1, 2 e 3 de agosto, na Unichristus - Campus Parque Ecológico.

     De acordo com a professora da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Shirley Pignatari, a OMA é muito frequente na infância. No entanto, na fase adulta, a infecção é mais comum entre os homens e seus episódios são mais frequentes em pacientes com baixa imunidade.

     “Os sintomas podem ser bem variados, pois acompanham um resfriado e, nesses casos, geralmente são de origem viral. Nas infecções bacterianas, os sintomas que mais chamam a atenção são a dor local (otalgia), febre e às vezes pode haver secreção saindo da orelha afetada, quando há perfuração da membrana timpânica”, destaca a médica.

     A maior parte das otites tem evolução positiva, e acabam se resolvendo sem maiores consequências. Entretanto, em alguns poucos casos, a condição pode se estender para outras regiões próximas com possibilidade de complicações importantes como meningite e mastoidite. 

Automedicação
Um problema muito comum relacionado à otite, e que será discutido no XV Congresso Norte-Nordeste de Otorrinolaringologia, é a automedicação. “A aplicação de medicamentos locais, por exemplo, pode acarretar trauma e perfuração de membrana timpânica. E se a perfuração já estiver presente, a utilização de certos tipos de medicação, sem orientação de um especialista, resultará em problemas auditivos permanentes”, alerta a médica.

Serviço
XV Congresso Norte-Nordeste de Otorrinolaringologia
Data: 1, 2 e 3 de agosto de 2019
Hora: 8h às 17h45
Local: Unichristus - Campus Parque Ecológico. Rua Vereador Paulo Mamede, 130. Cocó. Fortaleza-CE
Link para inscriçõeshttp://nneorl2019.com.br/

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.