Pular para o conteúdo principal

Colabora Inova - Faturamento: Hostweb supera projeção de crescimento de 35% para o ano



O data center da Hostweb, empresa do Grupo Secrelnet, já superou a projeção de crescimento do faturamento para todo o ano. "No início de 2019, nós estimamos que o faturamento da empresa cresceria 35% neste ano. No entanto, já havíamos superado essa marca antes mesmo de chegarmos à metade do ano. Isso foi possível devido ao nosso trabalho constante para oferecer ao mercado serviços de qualidade e com tratamento personalizado para cada cliente. Esse é o grande diferencial da Hostweb, empresa que pertence a um grupo com mais de 20 anos de história e que tem conseguido captar novos clientes graças à seriedade do trabalho que realiza e às soluções completas que oferece para cada tipo de negócio", destaca Wladimir Soares, diretor do Grupo Secrelnet.

O data center da Hostweb completou um ano de funcionamento no dia 12 de junho. A empresa conta com mais de 500 clientes dos mais diversos setores da economia, incluindo os segmentos de supermercados, saúde e energia, dentre outros. O empreendimento está localizado no bairro Serrinha, em Fortaleza. "Em um contexto em que o segmento é dominado por multinacionais, criamos um data center com capital totalmente cearense e com padrão internacional", afirma Wladimir Soares, acrescentando que o data center da Hostweb é um dos maiores do Nordeste. A empresa foca agora no crescimento forte, já antecipando investimentos em capacidade de armazenamento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…