#audioinclui

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Mancha de óleo se mantém afastada do Ceará

Imagem aérea mostra mar sem manchaO litoral do Ceará está livre de um novo ataque do óleo derramado em alto mar. A informação foi dada, nesta quarta-feira (9), pelo gerente de Análise e Monitoramento da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), Gustavo Gurgel, depois de sobrevoar todo o litoral cearense. O voo foi realizado a baixa altura, numa faixa de até dez quilômetros da costa. Este foi o segundo sobrevoo preventivo realizado pela Semace. O primeiro foi realizado, no dia 26 de setembro, e a situação também era de ausência de manchas.
 
“O não avistamento da mancha de óleo nos dá a tranquilidade de que não teremos novas praias contaminadas e animais marinhos sacrificados, nas próximas horas”, afirmou o gerente. “O nosso esforço agora é limpar as praias, até que a situação se normalize, e seguir monitorando, para dar tranquilidade aos banhistas”, completou. Numa ação paralela, equipes do Detran e do Corpo de Bombeiros percorreram o litoral em carros para deslocamentos fora da estrada, numa busca ativa por novas ocorrências de óleo na praia.
 
O resultado do rastreamento por terra será apresentado, nesta quinta-feira (10), quando o Governo do Estado traçará novas ações de redução dos efeitos do óleo sobre o litoral. Uma reunião do grupo de trabalho que reúne os órgãos mobilizados no esforço está marcada para 14 horas, na sede da Secretaria do Meio Ambiente.

Limpeza da Sabiaguaba

A praia da Sabiaguaba, em Fortaleza, voltará a receber um mutirão de limpeza, nesta quinta-feira (10). Desta vez, o objetivo é remover o óleo que está preso às pedras da praia. A ação começa, às 9 horas, quando a maré estará baixa e será possível ver os flocos de óleo. A concentração será em frente a barraca Rossimar.
 
Participarão servidores da Semace, da Prefeitura de Fortaleza e do Ibama, que já realizaram outras ações de limpeza no local. Além da limpeza, a Semace também estará responsável pelo acondicionamento do resíduo, considerado perigoso, e por destinar o material para a queima em forno licenciado pelo órgão para a combustão.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.