#audioinclui

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Itaú social - Em Aquiraz, organizações sociais e poder público unem esforços para a melhoria da educação

Programa articula ações entre OSCs, secretarias, escolas públicas, centros de referência de assistência social, postos de saúde, conselhos de direitos e empresas

Há tempos ouvimos que a união de esforços transforma. A cidade de Aquiraz passou do discurso à pratica e colhe resultados da articulação entre as organizações da sociedade civil (OSCs) e dessas com o poder público, em favor da educação de crianças, adolescentes e jovens.

No distrito de Jacaúna, algumas escolas identificaram a necessidade de atendimento psicológico para alunos com quadros de depressão, ansiedade e baixa autoestima. Ao tomar conhecimento dessa demanda, a Associação de Preservação do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico, Educacional e Difusão da Cultura de Aquiraz – Apremace, que conta com a colaboração voluntária de uma psicóloga, disponibilizou o atendimento, que já ocorre na EEFM Coronel Osvaldo Studart, na EMEF Luiz Eduardo Stuart Gomes e na Creche Maria Bezerra de Oliveira. O apoio é feito de forma coletiva para crianças entre 5 e 11 anos, oferecendo um espaço de diálogo, informações, reflexões, assim como a oportunidade de falar sobre si, seus sentimentos, crenças e atitudes, tanto no contexto escolar quanto social.

Em outro momento de articulação, a Apramace e a Tapera das Artes, instituição que trabalha com atividades de musicalização e teatro, se uniram para montar uma biblioteca, inaugurada em outubro durante as comemorações do Dia das Crianças. A Tapera das Artes atende cerca de 500 crianças, adolescentes e jovens nas ações cotidianas, recebe cerca de 1.200 por ano em atividades formativas de teatro e mantém a Orquestra Bachiana Jovem de Aquiraz.

Outro exemplo do potencial do trabalho conjunto são as parcerias firmadas pelo Instituto Sons da Vila com a EMEF José Isaac Saraiva da Cunha e a EMEF Clarencio Crisostomo de Freitas para oferecer atividades musicais em pífaros, percussão e violão para 82 alunos, e oficinas de culinária para as mães.

A aproximação e o trabalho conjunto, envolvendo ações intersetoriais, são estimuladas pelo programa Redes de Territórios Educativos, realizado pelo Itaú Social em parceria com o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável – CIEDS. Além do trabalho com as OSCs, propõe a articulação entre secretarias (educação, desenvolvimento social, saúde, cultura) e seus equipamentos: escolas públicas, centros de referência de assistência social, postos de saúde, conselhos de direitos, empresas locais, entre outros.

“O objetivo é estimular a atuação em rede dos diversos atores locais, já que atendem a um mesmo público. Os desafios no campo social e o desenvolvimento da educação integral impõem a necessidade de envolver agentes de diferentes setores e instituições, de forma que o trabalho de um contribua com o do outro, qualificando e potencializando o que chega às crianças, adolescentes e jovens”, explica a gerente de Fomento do Itaú Social, Camila Feldberg.  

Em Aquiraz, o programa iniciou em 2018. No primeiro ano de trabalho, o Redes já reunia 27 OSCs e sete órgãos públicos, com cerca de 2.300 beneficiários diretos. A aproximação com órgãos como as secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social proporcionou o compartilhamento de espaços para a realização das atividades e o fortalecimento de vínculos entre os equipamentos públicos e as OSCs, pontos fundamentais para o fortalecimento da rede. A articulação também foi importante para a composição do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

A estratégia do Programa Redes de Territórios Educativos se baseia em Mobilização e Formação. A primeira se articula por meio dos Encontros Territoriais (realizados para entender as demandas de cada região e despertar para a importância do trabalho em rede) e dos Encontros Ampliados (que incentivam a troca de experiências e o envolvimento). Já a Formação oferece oficinas de elaboração de projetos, lideranças colaborativas, comunicação, a importância de jogos e brincadeiras na aprendizagem, trabalho social com famílias, e prevenção de abuso sexual.

Nesta segunda (25), foi realizado o III Encontro de Territórios Educativos de Aquiraz, com a participação da professora de Neurociência Cognitiva do Desenvolvimento da University of British Columbia (Canadá) Adele Diamond, e do professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo – USPLino de Macedo. Foram realizadas oficinas de Comunicação de Projetos, de Monitoramento e Avaliação, e de Constituição e Manutenção de OSCs.

Além de Aquiraz, o Programa é realizado em Cuiabá e Várzea Grande (MT) e em São Luis (MA). Em 2018, reuniu 222 OSCs e 26 órgãos públicos, beneficiando mais de 65 mil crianças, adolescentes e jovens.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.