Pular para o conteúdo principal

Centro sul do Ceará concentra precipitações em 24 horas; Cariri tem maiores acumulados

Em conformidade com a previsão do tempo emitida pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) na última sexta-feira (6) e reforçada neste fim de semana, o centro sul do Estado concentrou chuvas entre este domingo (8) e manhã desta segunda-feira (9).
Dados parciais apontam que houve precipitações em, pelo menos, 50 municípios no intervalo entre as 7h de ontem e as 7h de hoje. A macrorregião do Cariri teve os maiores acumulados: 90 milímetros no posto pluviométrico sede de Barbalha e 75 mm em Lameiro, no Crato. Com 62 mm, Assaré teve a maior chuva do Sertão Central e Inhamuns.
As precipitações do intervalo de 24 horas foram associadas, principalmente, à formação de áreas de instabilidades associadas à presença, sobre o Estado, de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) – sistema típico de Pré-Estação – e umidade relativa do ar mais elevada.
Pela manhã, foram observadas, por meio da rede de radares mantida pela Funceme, chuvas no Sertão Central e Inhamuns, mas para esta segunda, a tendência é de redução das condições favoráveis ao longo do dia. Já para esta terça (10) e quarta-feira (11), a previsão é de predomínio de nebulosidade variável com possibilidade de chuva fraca e passageira na faixa litorânea.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…