Pular para o conteúdo principal

Novidade - Nova diretoria do SINDUSCON-CE toma posse no dia 6 de fevereiro

A nova gestão estará à frente do Sindicato no quadriênio 2020-2023.

A nova diretoria do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará - SINDUSCON/CE tomará posse no dia 6 de fevereiro de 2020, quinta-feira, às 19h45, no Auditório Waldyr Diogo, na FIEC (Av. Barão de Studart, 1980. Aldeota).

Patriolino Dias de Sousa assume a presidência do sindicato para o mandato de 2020 - 2023. Na sucessão de André Montenegro de Holanda, o novo presidente do SINDUSCON/CE foi eleito por aclamação, em outubro de 2019. “Nossa administração será democrática e participativa. Toda a diretoria somará forças e trabalhará sempre em conjunto para o fortalecimento do setor”, afirma.

Sobre o Sinduscon Ceará
Com 77 anos de atuação, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará é o segundo maior Sinduscon do Brasil e a entidade de classe representativa do setor patronal da construção civil no Estado. A instituição congrega construtoras associadas e participa ativamente no processo de desenvolvimento do Ceará no âmbito socioeconômico, junto ao poder público e na defesa dos interesses da classe construtora.


Serviço:
Cerimônia de Posse da Nova Diretoria do Sinduscon/CE
Data: 06 de fevereiro de 2020
Horário: 19h45
Local: FIEC -  Auditório Waldyr Diogo 
(Av. Barão de Studart, 1980. Aldeota)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…