Pular para o conteúdo principal

PCCE prende segundo suspeito de roubo em unidade de saúde e recuperam materiais roubados


25 DE JANEIRO DE 2020 - 18:29 # # # # #

Ações realizadas nessa sexta-feira (24) e neste sábado (25), pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), resultaram na prisão do segundo suspeito de envolvimento no roubo ocorrido na manhã de ontem, em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Jangurussu, na Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3). Durante o trabalho policial, realizado por equipes do 30º Distrito Policial (DP), também foram apreendidos equipamentos roubados da unidade de saúde. Outros três indivíduos foram presos, dois deles por estarem com os materiais subtraídos na ação criminosa e o terceiro por tráfico de drogas. O caso foi levado para o 30º DP, onde foram realizados os procedimentos cabíveis ao fato.
Ainda na sexta-feira, após receberem informações sobre o ocorrido na unidade de saúde, policiais do 30º DP deram início ao trabalho investigativo com o objetivo de capturar os envolvidos no crime. Com a apuração, chegou-se ao nome de Varlej Sampaio Bezerra (33) e também à localização do mesmo. A partir daí, a equipe da distrital seguiu até o local onde estaria o infrator.
Varlej Sampaio foi capturado pelos policiais na região do Conjunto Habitacional João Paulo II. Com ele, foram encontrados dois aparelhos celulares, sendo um deles tomado no assalto na UPA e o outro havia sido roubado em dezembro de 2019, na Cidade dos Funcionários. O suspeito, que tinha antecedentes criminais por tráfico de drogas, foi levado para o 30º DP. Ele foi autuado por roubo e receptação, pelo porte do celular roubado em 2019.
Prisões por receptação
Já neste sábado, durante diligências realizadas na região onde ocorre uma feira livre, os policiais do 30º DP encontraram João Marcos de Alencar Cavalcante (51) de posse de um dos monitores roubados da UPA. Na sequência, os agentes de segurança continuaram as diligências e encontraram o responsável pela venda do aparelho apreendido anteriormente. Ronaldo de Oliveira (37) foi abordado no bairro Jangurussu e após ser questionado sobre a comercialização do equipamento, foi até sua residência com a equipe da Distrital, onde foram encontrados outros quatro monitores e um teclado. Durante o trabalho policial, foi detido ainda um homem identificado como Francisco Welber Julião Ferreira (40), com quem foram encontrados 20 papelotes de cocaína.
Os três capturados foram levados para o 30º Distrito Policial (DP), onde João Marcos e Ronaldo de Oliveira, ambos sem antecedentes criminais, foram autuados em flagrante por receptação. Já Francisco Welber foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. A Polícia Civil mantém as investigações com o objetivo de capturar outros possíveis partícipes do crime contra a unidade de saúde.
Denúncias
A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 98865-2158, que é o WhatsApp do 30º DP, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…