Pular para o conteúdo principal

Suspeito de estupro é capturado em ação da Polícia Civil em Pacajus


16 DE JANEIRO DE 2020 - 17:59 # # # #

Um homem de 31 anos foi preso suspeito de estuprar três mulheres em Pacajus, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza, pertencente à Área Integrada de Segurança (13). Os crimes aconteceram em novembro do ano passado. Valdenir Pereira da Costa (31), que possuía antecedentes criminais por estupro e chegou a cumprir pena pelo mesmo crime, passou pelos procedimentos referentes ao fato na Delegacia Metropolitana de Pacajus. O homem estava com dois mandados de prisão em aberto.
As investigações tiveram início a partir de denúncias feitas pelas vítimas. A partir do trabalho de apuração da equipe da Metropolitana, chegou-se ao nome de Valdenir. Como resultado, foi solicitada a prisão preventiva contra o suspeito, solicitação atendida pelo Poder Judiciário local.
Na tarde de ontem, os policiais cumpriram os mandados de prisão e levaram Valdenir para a Delegacia Metropolitana de Pacajus, onde todos os trâmites legais foram realizados e ele foi colocado à disposição da Justiça. A Polícia Civil mantém as investigações, agora com o objetivo de apurar a participação do infrator em outros crimes de estupro na região.

Denúncias

A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o telefone (85) 3348-4591, da Delegacia Metropolitana de Pacajus. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…