Pular para o conteúdo principal

Gestão Financeira: mercado de trabalho e motivos para cursar





O tecnólogo em Gestão Financeira é um profissional valorizado no mercado de trabalho atual. Independentemente do ramo de atuação, qualquer empresa precisa de uma gestão eficiente de seus recursos e de um bom planejamento de custos.  

Mercado de trabalho para gestores financeiros 

O papel do gestor financeiro é fundamental no crescimento e na estabilidade de empresas de todos os portes. É ele quem controla os gastos da organização, acompanha o fluxo de caixa, investiga os melhores investimentos e busca novas estratégias financeiras. No mercado de trabalho, esse profissional é muito valorizado em épocas de instabilidade econômica. Durante uma crise ou na recuperação econômica de um país, é importante planejar bem as finanças, aplicar os recursos em investimentos rentáveis e elaborar orçamentos detalhados. Na crise, é primordial ter uma boa gestão de contas. 
No Brasil, muitas empresas estão ingressando na Bolsa de Valores, o que cria uma demanda por profissionais com conhecimento sobre o mercado de capitais, como o tecnólogo em Gestão Financeira. Nessa área, é necessário elaborar balanços, captar recursos no mercado de ações e saber quando recuar. Na área de planejamento tributário, o tecnólogo em Gestão Financeira é responsável pelo pagamento dos impostos devidos. Ele conhece o sistema tributário brasileiro e elabora planos de redução de carga tributária, respeitando as obrigações fiscais, além dele poder atuar também com auditoria e análise de crédito. 

Quais os motivos para cursar Gestão Financeira? 

1) A área financeira é o coração de toda organização, seja ela de pequeno, médio ou grande porte. Se a saúde financeira da empresa não vai bem, todos os outros departamentos são “contaminados”. Por isso, é de extrema importância o gestor financeiro ter controle de todos os fluxos para planejar, executar e analisar os procedimentos que envolvem a área financeira da empresa. 
 2) O mercado profissional está em constante aumento e cada vez mais, profissionais preparados são requisitados por empresas de todos os portes. 
 3) A inserção no mercado de trabalho é extremamente rápida. Ainda no ambiente acadêmico, as ofertas por estágios em bancos, escritórios, cooperativas e outros ambientes de trabalho são bastante atrativas. Muitos estudantes de Gestão Financeira iniciam estágio e saem contratados antes mesmo da conclusão do ensino superior. 
 4) O profissional formado em Gestão Financeira é “treinado” para pensar de forma rápida e estratégica e de acordo com relatórios e informações que chegam até o seu conhecimento. Assim, ele terá possibilidades de tomadas de decisões para melhor posicionamento da sua empresa no mercado. 
 5) O curso é bastante amplo e não apenas dará o embasamento para que o aluno entenda da saúde financeira da empresa, mas fornecerá subsídios necessários para que o gestor financeiro tome decisões assertivas no que diz respeito às finanças. 

6) Por ser uma graduação tecnológica, a sua programação é focada na prática da profissão e o curso poderá durar apenas dois anos. 


Prof. Ms. Ismael de Oliveira 
Coordenador do Curso de Gestão Financeira da UniAteneu 
Mestre em Administração

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…