Pular para o conteúdo principal

Defensor dos animais, Marcel Girão doará, com recursos próprios, 1 tonelada de ração para animais que estão morrendo de fome nas ruas de Fortaleza, em meio ao surto do coronavírus




Tendo em vista o surto do coronavírus no Estado do Ceará, além da população, os animais de rua também estão sofrendo durante esse período. 

Infelizmente muitos animais ainda são abandonados nas ruas de Fortaleza e, em meio a quarentena, muitos estão morrendo de fome. Com o intuito de minimizar o sofrimento deles, o defensor dos animais e vice- presidente da ONG DeixaVicer, Marcel Girão, doará com recursos próprios, 1 tonelada de ração.

A partir dessa quarta- feira, Marcel iniciará as doações distribuindo rações em pontos de abandono e, também, em instalação de comedouros e bebedouros. De acordo com ele, a operação acontecerá em 50 pontos da cidade. 

“Nessas épocas difíceis, o amor deve prevalecer e o exemplo deve ser dado por meio de atitudes”, enfatiza Marcel.  

Ele também ressalta importância de ficar em casa, principalmente os idosos, mas também faz um apelo à população para que não esqueça de ajudar os animais de rua.  “ O ideal é não sair de casa, mas se sair, leva um pouco de ração para ajudar os animais que vivem nas ruas”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…