Pular para o conteúdo principal

Centro-norte deve concentrar principais acumulados de chuva até sexta-feira

O Ceará deve seguir com previsão de chuvas em todas as macrorregiões até a próxima sexta-feira (24), variando apenas quanto às áreas de abrangência ao longo deste três dias.
De acordo com análise das condições de tempo e simulações realizadas por numéricos de previsão, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) reforça que a Zona de Convergência Intertropical encontra-se próximo ao norte do estado por meio de uma de suas bandas. 
“Por causa desta proximidade da ZCIT, estão se formando áreas de instabilidade que deverão favorecer precipitações principalmente no noroeste e na faixa litorânea, podendo, inclusive, serem registrados episódios de chuvas mais intensas”, afirma Meiry Sakamoto, gerente de Meteorologia da Funceme.
Além de eventos de chuvas ao longo do litoral, na Ibiapaba e no Maciço de Baturité, são esperadas precipitações isoladas no Sertão Central e Inhamuns e na região Jaguaribana nesta quarta-feira (22). A única macrorregião com chances mais reduzidas, é o Cariri.
Já para amanhã, a tendência segue a mesma, ou seja, as precipitações mais intensas deverão se concentrar no centro-norte do Ceará, entretanto, não se descartam precipitações com intensidades variadas nas demais áreas.
Por fim, para sexta-feira (24) a Funceme aponta, neste momento, predomínio de nebulosidade variável em todas as regiões com eventos de chuva no Cariri, na Ibiapaba e no Litoral Norte. Nas demais regiões, chuva isolada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…