Pular para o conteúdo principal

Colabora Inova - CriarCE realiza campanha para confecção de EPIs


O projeto “Inovação contra a Covid-19”, da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, realizado pelo Criarce e instituições parceiras, lançou campanha para arrecadar fundos que serão utilizados na confecção de equipamentos de proteção individual e equipamentos médicos, que são utilizados no combate ao novo coronavírus.

Toda a sociedade é convidada a ser protagonista nesta ação, para que mais EPIs sejam produzidos e enviados aos profissionais que estão atuando na linha de frente da pandemia. Doações de qualquer valor podem ser transferidas para a conta do IDESCO (instituto sem fins lucrativos ligado à UECE): Banco do Brasil, Agência: 3515-7, C/C: 15.695-7, CNPJ: 05.980.053/0001-30, Instituto Desenvolvimento, Estratégia e Conhecimento - IDESCO.

Para produzir os EPIs, o CriarCE conta com o apoio de voluntários e comunidade civil, que têm doado ainda materiais e mão-de-obra. Com esta parceria, mais de 4 mil Face Shields já foram entregues, para cerca de 100 unidades de saúde, em 22 cidades do Ceará e de outros Estados. Além das faces shields, está sendo validada a produção de óculos de proteção, vídeo laringoscópio de baixo custo e ventiladores pulmonares em 3 linhas diferentes: automatizado do Ambu, ar comprimido direto e pneumático.

Toda a produção é entregue de forma 100% gratuita a hospitais e profissionais da saúde que solicitam a demanda via formulário.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…