Pular para o conteúdo principal

Com linha orgânica, Açaí Concept está ainda mais saudável



A nova linha estará disponível no delivery espalhados por todo o Brasil, especialmente nas lojas de ruas  

A marca Açaí Concept agora conta com a linha Green Organic, que oferece o açaí cultivado sem agrotóxicos nem fertilizantes químicos e seguindo práticas benéficas ao meio ambiente e à saúde do trabalhador e dos consumidores.  O açaí Green Organic não contem xarope, gordura trans ou corantes e é uma excelente opção para quem busca saúde e a preservação da natureza.

“Essa linha vem atender a um publico que busca uma vida cada vez mais saudável e se preocupa com o meio ambiente. Uma opção a mais para quem gosta do Açaí Concept” diz Rodrigo Melo, sócio diretor.

O Selo Produto Orgânico Brasil é dado pela IBD, a maior certificadora da América Latina de produtos orgânicos, que são alimentos saudáveis, limpos que provém de sistemas agrícolas baseados em processos naturais, que não impactam negativamente a natureza. Para ser considerado orgânico, o produto deve ser cultivado em um ambiente que considere sustentabilidade social, ambiental e econômica e valorize a cultura das comunidades rurais.

Diante à pandemia mundial, a marca se encontra com serviços deliverys espalhadas por todas cidades em âmbito naciona nas lojas de rua. Para conhecer mais sobre a Açaí Concept e os benefícios do açaí, siga as redes sociais @acaiconcept. Para saber como se tornar um franqueado e fazer parte deste sucesso, acesse também www.acaiconcept.com, ou entre em contato com a Central de Atendimento pelo (82) 3317.9084.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…