Pular para o conteúdo principal

Sana 20 Anos é remarcado para dezembro


 
Os amantes do maior evento de cultura Pop e Geek do Norte e Nordeste já podem marcar na agenda: o Sana 20 Anos será realizado nos dias 18, 19 e 20 de dezembro de 2020.
 
O reagendamento do evento, que estava previsto para acontecer em julho deste ano, deve-se à luta no combate à Covid-19, que tem como principal recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) evitar a aglomeração de pessoas. “Estamos vivendo uma situação inédita que afeta eventos dos mais diferentes segmentos em todos os países e continentes, mas decidimos não cancelar e sim adiar o festival, em nome da saúde de todos e da segurança dos frequentadores do Sana e, também, porque sabemos quão esperada está sendo essa edição comemorativa de 20 anos do Sana. Mesmo estando fisicamente separados, vamos bolar um jeito de estarmos todos juntos em julho. Em breve daremos mais detalhes”, adianta Ricardo Busgaib, um dos organizadores.

 
Nos próximos meses serão divulgadas as atrações e a programação do evento, que esse ano promete ser especial em comemoração pelas duas décadas de existência do festival.
 
“Ao longo desses 20 anos enfrentamos muitos desafios na realização do evento, e dessa vez o desafio é bem maior. Mas, nós temos muito carinho e respeito por todos aqueles que fazem parte da nossa história e compreendemos que esta é a hora de ficar em casa, preservar a vida de seus amigos e entes queridos e seguir todas as recomendações de combate ao vírus. Essa é a nossa forma de contribuir com esta luta. Contamos com a compreensão de todos. Esse é um momento de união”, lembra Busgaib.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…