Setores que vão reabrir em Caucaia a partir de segunda (15) devem adotar protocolo sanitário

Conforme decreto publicado pela Prefeitura de Caucaia nesta quarta-feira (10), os setores da economia liberados a funcionar a partir da próxima segunda-feira (15) devem adotar protocolos de medidas sanitárias para impedir a propagação do novo coronavírus.
Entre as ações está a disponibilização de álcool 70% aos clientes e funcionários, preferencialmente em gel; zelar pelo uso obrigatório por todos os trabalhadores de máscara de proteção facial, industrial, caseira ou artesanal, bem como de outros equipamentos de proteção individual que sejam indispensáveis ao trabalho seguro; impedir o acesso ao estabelecimento de pessoas que não estejam usando máscaras; adotar regimes de trabalho e/ou jornada para empregados com o propósito de preservar o distanciamento social dentro do estabelecimento; preservar o distanciamento mínimo de 2 (dois) metros no interior do estabelecimento, seja entre clientes e funcionários; manter o ambiente sempre arejado, intensificando a higienização de superfícies e áreas de uso comum; organizar as filas dentro e fora dos estabelecimentos, preservando o distanciamento social mínimo estabelecido; orientar funcionários e clientes quanto à adoção correta das medidas sanitárias para evitar a disseminação da Covid-19; usar preferencialmente meios digitais para a realização de reuniões de trabalho, assembleias e demais atividades que exijam o encontro de funcionários.
“Precisamos retornar gradativamente a nossa economia, mas devemos cumprir regras sanitárias para a não proliferação do vírus. É muito importante que os responsáveis por estes setores cuidem da saúde de seus funcionários e de seus clientes. Estamos fazendo a nossa parte e esperamos que todos façam a sua no combate a esta doença”, comentou o Prefeito Naumi Amorim. 
Com o decreto, serão liberados para atividades os setores da indústria química e correlatos; indústria de artigos de couro e calçados; indústria metalmecânica e afins; saneamento e reciclagem; energia; indústrias têxteis e roupas; indústria de comunicação, publicidade e editoração; indústria e serviços de apoio; indústria de artigos do lar; indústria de agropecuária; indústria de móveis e madeira; indústria da tecnologia da informação; logística e transporte; cadeia automotiva; cadeia da construção civil e da saúde; esporte relacionado aos treinos de atletas dos clubes de futebol participantes do Campeonato Cearense.
“Desde o início da pandemia nos mantemos firmes no propósito de proteger a vida do cidadão, buscando com seriedade e responsabilidade a adoção de medidas pautadas em recomendações dos especialistas da saúde para enfrentamento do novo coronavírus”, afirma o Prefeito Naumi Amorim.
Isolamento social continua
Com o decreto, o município de Caucaia permanece com as regras de isolamento social que ficam mantidas até o dia 21 de junho de 2020. Permanecem suspensos eventos de qualquer natureza, público ou privado, com aglomeração de pessoas; atividades coletivas em espaços e equipamentos públicos e privados, tais como shows, festas, congressos, reuniões, torneios, jogos, apresentações teatrais, sessões de cinema, comemorações; reuniões, para quaisquer fins, realizadas em âmbito público ou privado que ensejem aglomerações; aulas presenciais em estabelecimentos de ensino públicos e privados; e feiras de qualquer natureza.
Ainda com o decreto, as praias, praças e demais espaços de uso coletivo, público e privado, não poderão ser utilizados para a promoção de qualquer atividade. “Estamos fazendo a nossa parte e esperamos que a população de Caucaia cumpra o seu dever enquanto cidadão em manter o isolamento social, especialmente as pessoas integrantes do grupo de risco”, ressalta o Prefeito Naumi.
As pessoas enquadradas no grupo de risco da doença não poderão circular em espaços e vias públicas ou privadas, exceto para alguns dos seguintes propósitos: deslocamentos para aquisição de bens e serviços em farmácias, supermercados e outros estabelecimentos que forneçam itens essenciais à subsistência; deslocamentos por motivos de saúde, designadamente para obter assistência em hospitais, clínicas, postos de saúde e outros estabelecimentos do mesmo gênero; deslocamento para agências bancárias e similares; deslocamentos para outras atividades de natureza análoga ou por outros motivos de força maior ou necessidade impreterível, desde que devidamente justificados.
Fica mantido o uso obrigatório de máscara de proteção facial, industrial, caseira ou artesanal, por todas as pessoas que forem sair de suas residências, em especial quando do uso de transporte público, individual ou coletivo, ou no interior de estabelecimentos abertos ao público. O descumprimento impedirá o ingresso a estes serviços.
O decreto também estende a suspenção do serviço público municipal até o dia 21 de junho, mantendo o funcionamento dos serviços essenciais, tais como: saúde pública, limpeza pública, segurança, fiscalização e orientação de trânsito, vigilância e salva-vidas, defesa civil, dentre outros, definidos pelos titulares das Pastas dos Órgãos e Entidades da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Municipal.

Confira abaixo as atividades econômicas liberadas em Caucaia a partir de segunda-feira (15): Todos com trabalho presencial em 50%. Apenas a cadeia da saúde será em 100%
Indústria química e correlatos: Indústria de químicos inorgânicos, plástico, borracha, solventes, celulose e papel ;
Artigos de couros e calçados: Fabricação de calçados e produtos de couro;
Cadeia metalmecânica e afins: Fabricação de ferramentas, máquinas, tubos de aço, usinagem, tornearia e solda;
Saneamento e reciclagem: Recuperação de materiais;
Cadeia energia elétrica: Construção para barragens e estações de energia elétrica, geradores;
Cadeia da construção civil: Construção de edifícios até 100 operários por obra, cadeia produtiva com 50%;
Têxteis e roupas: Indústria têxtil, confecções e de redes;
Comunicação, publicidade e editoração: Impressão de livros, material publicitário, e serviços de acabamento gráfico;
Indústria e serviços de apoio: Indústria de artigos de escritório e manutenção industrial. Cabeleireiros, manicures e barbearias;
Artigos do lar: Fabricação de eletrodomésticos e artigos domésticos;
Cadeia agropecuária: Obras de irrigação;
Cadeia moveleira: Fabricação de móveis e produtos de madeira;
Tecnologia da informação: Fabricação de equipamentos de informática;
Logística e transporte: manutenção de bicicletas;
Cadeia automotiva: transporte e peças;
Cadeia da saúde: Comércio médico e ortopédico, óticas, podologia e terapia ocupacional;
Esporte: Treinos de atletas dos clubes de futebol;

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça