Pular para o conteúdo principal

1ªCia/BBS resgata ave no bairro do Centro




28 DE JULHO DE 2020 - 18:03 #

Na tarde desta terça-feira, uma ave ficou presa nos fios de uma pipa que estavam em uma árvore localizada na Avenida Heráclito Graça, no Centro.
A guarnição do Salvamento 1 da 1ªCia/BBS atendeu prontamente o chamado e utilizando a escada mecânica conseguiu fazer o resgate da ave, que não apresentava nenhum ferimento e foi solta pela guarnição.

Tocador de vídeo
00:00
00:06
Segundo o 1ºTenente QOBM Rodrigo; a ave ficou presa em linhas de uma pipa e estava de ponta a cabeça, com seus pés presos nas linhas, ela se encontrava a uns 30 centímetros de seu ninho,porém a árvore tinhas em torno de 13 a 15 metros de altura e não era possível subir com as escadas manuais, pois estava muito alto, a solução foi utilizar a escada Magirus. A ave ainda estava viva e em questão de um minuto ela foi retirada das linhas, limpar suas pernas e liberada para voltar ao seu ninho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…