Pular para o conteúdo principal

Em ação rápida, PMCE prende suspeito de feminicídio logo após o crime no Cariri

Um homem suspeito de matar a companheira, no Cariri, foi preso pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), na madrugada desta terça-feira (28). Josirlan Soares Tavares (34) foi localizado pela composição da PMCE, no bairro Romeirão, em Juazeiro do Norte, momentos após o crime. O flagrante foi realizado na Delegacia Regional da cidade.

O acionamento da PMCE ocorreu por meio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). Giselle Angélica Ferreira Silva (37) foi atingida a golpes de faca desferidos por Josirlan, que fugiu após o crime. Após os levantamentos preliminares, os militares seguiram em diligência e receberam a informação via Ciops acerca da localização do suspeito, que se encontrava nas proximidades de um mercado da região.

Chegando ao local, na Rua Capitão Coimbra, os policiais localizaram e prenderam Josirlan. Conforme os dados da ocorrência, o crime teria ocorrido após uma discussão entre o casal. O suspeito já possui passagens pela Polícia por lesão corporal dolosa, violência doméstica, ameaça, desacato, posse irregular de arma de fogo e crime ambiental. Já a vítima respondia criminalmente por tráfico de drogas, furto, dano, corrupção de menor, desacato e receptação.

Josirlan foi conduzido à Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, onde foi autuado em flagrante por feminicídio. O caso será transferido para a Delegacia de Defesa da Mulher de Juazeiro, que dará continuidade ao inquérito policial.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…