Pular para o conteúdo principal

Prefeitura expande programa Sintonia para atendimento psicológico online dos profissionais da educação da Rede de Ensino


A Prefeitura de Fortaleza vai expandir o programa Sintonia de atendimento psicológico online. A partir desta quarta-feira (01/07), os profissionais da educação que atuam na Rede Municipal de Ensino também contarão com o suporte psicológico por meio da plataforma online. Os interessados devem acessar o site sintonia.sepog.fortaleza.ce.gov.br, responder ao formulário eletrônico, com preenchimento dos dados pessoais, indicativo dos motivos que levaram a buscar atendimento e sugestão de dia para o atendimento.

Desde maio, o programa Sintonia está disponível para os profissionais municipais das unidades de saúde que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus.

O programa Sintonia é articulado pela primeira-dama de Fortaleza Carol Bezerra, em parceria com as Secretarias Municipais da Saúde e Educação. “As ações são desenvolvidas a partir dos três princípios básicos dos Primeiros Cuidados Psicológicos, que são: observar, escutar e aproximar. Com a ampliação do programa, vamos potencializar esse apoio aos profissionais da educação que atuam nas unidades de ensino da Rede Municipal para identificar reações de crises emocionais e intervir para o alívio de sintomas emocionais”, comenta a primeira-dama Carol Bezerra.

Com a ampliação do Sintonia, a expectativa é ofertar mais uma possibilidade de acompanhamento da saúde mental dos profissionais da Educação. De acordo com a titular da SME, Dalila Saldanha, a inclusão dos profissionais da educação que atuam diretamente na prestação de serviços à comunidade escolar é de extrema relevância, especialmente no retorno às atividades escolares presenciais após o isolamento social. "Compreendemos que esse momento exigirá um cuidado ainda maior com a saúde mental da comunidade escolar. Além disso, estamos  prestando um apoio psicológico e ações de cuidado a fim de superar os danos emocionais causados aos nossos profissionais ao longo período de isolamento social”.

Esta iniciativa atende também a uma reivindicação da categoria, apresentada por meio do Sindiute, para  que o município promova ações voltadas ao cuidado e saúde mental dos trabalhadores em Educação.
O serviço está disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 21 horas, e no sábado, de 14 às 16 horas. A sessão dura em média 50 minutos e é realizada por meio de links de chamada de vídeo ou voz – dependendo da preferência do profissional atendido.

São aproximadamente 100 psicólogos municipais capacitados para atuar no Sintonia. O psicólogo contará com uma equipe de supervisores e um psiquiatra de referência caso seja preciso interconsulta ou encaminhamento. Será possível também orientar, avaliar e realizar encaminhamentos à Rede de Atenção Psicossocial (RAPS).

O atendimento psicológico online segue as normas da Resolução do Conselho Federal de Psicologia nº 11/2018.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…