Pular para o conteúdo principal

Senac Ceará lança concurso de gastronomia com foco na comida cearense



A competição julgará pratos originais criados com ingredientes da culinária local

Comida regional, para muita gente, tem gosto de nostalgia, de “casa de mãe”. Mas se engana quem pensa que a culinária nordestina vive de passado. Ingredientes da nossa terra são usados a cada dia para novas receitas, seja por cozinheiros profissionais ou amadores. Este último público é exatamente o foco do concurso “A Comida Cearense que Virá”, lançado pelo Senac nesta sexta-feira.
A competição julgará pratos originais criados por pessoas interessadas na área, alunos de gastronomia e amadores, e que tenham como principais ingredientes insumos do Ceará. Para isso, os concorrentes terão de fazer suas receitas usando, no mínimo, três ingredientes de uma lista feita pelos organizadores da competição. As inscrições para o concurso acontecem de 17 a 31 de julho, através do site do Senac, onde também é possível acessar o regulamento do concurso.
Vanessa Santos, consultora de Gastronomia do Senac, explica que o concurso tem a intenção de refletir sobre o futuro da gastronomia cearense. “Buscamos incentivar a criatividade e criação de novos produtos que valorizem a comida cearense, pensando nas mudanças que já estamos vivenciando nos hábitos alimentares impostos pelo isolamento, cultura alimentar popular que passa de geração para geração e as novas possibilidades”, aponta.
Os participantes terão que criar um prato principal com foco na cultura alimentar do povo cearense e apresentá-lo aos jurados. Na primeira fase da competição, já na inscrição, essa apresentação será feita através de vídeo, em que o candidato deverá explicar o prato, o preparo e os ingredientes, além de falar sobre seu interesse pela gastronomia. Na inscrição, também deverá ser enviada uma ficha técnica com ingredientes, modo de preparo e utensílios utilizados.
Através desse material, a comissão julgadora selecionará cinco finalistas, que irão preparar suas criações para os jurados, no Senac Reference, no dia 21 de agosto, na grande final. Para avaliar os participantes, será reunido um corpo técnico formado por instrutores e cozinheiros das empresas escola do Senac CE, da área de gastronomia e um integrante do Observatório Cearense da Cultura alimentar – OCCA.
Durante o concurso, serão avaliadas questões como a criatividade das propostas, o uso de insumos cearenses, a higiene e a organização no preparo dos alimentos, a apresentação dos pratos, os seus sabores e as suas texturas. Os três primeiros colocados na competição, serão premiados com cursos e kit de livros do Senac, de acordo com a posição conquistada
Serviço
Concurso “A Comida Cearense que virá”
Edital e inscrições: https://www.ce.senac.br/concurso-de-gastronomia/
Período: de 17 a 31 de julho

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…