Pular para o conteúdo principal

Lira Neto do Projeto do Livro sobre a Covid-19

 Caros e caras, segue abaixo a íntegra da nota que acabo de escrever, explicando os motivos que me levaram a pedir, minutos atrás, ao Governo do Estado do Ceará e à empresa Soter Design, o meu desligamento pessoal e profissional do projeto do livro sobre a Covid-19: 


NOTA À IMPRENSA E À SOCIEDADE


A ideia de escrever e publicar um livro-reportagem sobre o enfrentamento à Covid-19 no Ceará partiu do pressuposto de que se faz necessário documentar, em perspectiva histórica, o drama enfrentado nos últimos meses pelo conjunto da sociedade, de forma dolorosamente trágica, a partir dos relatos e experiências vividas por gestores, profissionais de saúde, pacientes e familiares das milhares de vítimas afetadas pela epidemia. Quando fui convidado a assumir a autoria do trabalho, aceitei o encargo com entusiasmo e consciente da responsabilidade social que a tarefa envolvia. Afinal, perdi amigos queridos e tive familiares muito próximos internados pelos efeitos da doença. Contudo, diante de interpretações e ilações as mais diversas, publicadas na imprensa e repercutidas por canais de divulgação online — algumas delas levianas, que buscaram atingir-me o nome e a reputação —, decidi solicitar ao Governo do Estado do Ceará e à empresa Soter Designer o meu afastamento pessoal e profissional do projeto. Esclareço que meu trabalho e o de minha equipe de repórteres e pesquisadores — que consistia na pesquisa e redação do texto — representaria cerca de 30% do valor orçado e celebrado em contrato entre o governo e a empresa acima mencionada, correspondendo o custo dos demais 70% a outros itens da produção gráfica e editorial do livro, sobre os quais eu não teria nenhum poder de decisão, ingerência ou responsabilidade, por estarem fora da alçada de minhas funções e competências como jornalista e escritor. Por fim, reafirmo que, após décadas de profissão na imprensa e no mercado editorial, meu nome é o único patrimônio de que disponho.


Lira Neto

10 de fevereiro de 2021

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

    Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada. Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar na avenida 13 de maio em Fortaleza; um homem foi atingido a tiros

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar em frente ao MCDonald's da Avenida 13 de Maio em Fortaleza. Um homem foi atingido a tiros dentro do Paladar por homens que desceram de um veículo Corolla para executá-lo. Informação não oficial revela que a vítima é o dono do Restaurante. Depois do crime, os  homens  entraram  no carro e fugiram.  Em seguida, quem estava no MCDonald's correu para perto da vítima . A ambulância do SAMU já chegou e nada da polícia. O barulho dos tiros parecia de fogos de artifício. Muita violência para esse fim de noite de domingo.. Atualização.. O Paladar entrou em contato com a gente pelas redes sociais e informou que a vítima foi um cliente. O dono do Restaurante não foi atingido. 

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar.