Pular para o conteúdo principal

Polícia Civil cumpre mandados de prisão contra grupo criminoso suspeito de transportar drogas do Paraná para o Ceará

 Dando continuidade aos trabalhos policiais visando à captura de chefias que integram uma organização criminosa, oriunda do Rio de Janeiro e com atuação no Ceará, policiais civis da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) cumpriram três mandados de prisão preventiva, na última sexta-feira (19). Um dos presos é apontado como conselheiro permanente do coletivo criminoso e outro é investigado pela Draco por realizar o transporte de entorpecentes do Paraná para o Ceará.

As investigações se aprofundaram após a prisão de um dos homens mais procurados do Estado, Lindemberg Vieira Viana, vulgo “Detento”, e a companheira dele, Maria Thaís Paiva Freitas (26), a “Gueixa”, em novembro de 2020. Com base nas apurações, a Polícia Civil constatou que “Gueixa” teria envolvimento com o tráfico de drogas e ligação com Paulo Henrique Oliveira dos Santos, conhecido como “Sassá” ou “Charles Chaplin”, apontado como conselheiro do grupo criminoso e o outro alvo da operação policial.

Ainda de acordo com levantamentos policiais, “Gueixa” seria a responsável pela distribuição e prestação de contas relacionadas à comercialização dos ilícitos dentro do grupo criminoso. Contra “Gueixa”, que se encontrava em prisão domiciliar respondendo por crimes de tráfico de drogas e envolvimento acerca de um homicídio ocorrido em Forquilha, foi cumprido um mandado de prisão.

Já contra Paulo Henrique Oliveira dos Santos, conhecido como “Sassá” ou “Charles Chaplin”, que seria responsável por comandar o tráfico de entorpecentes de dentro de uma unidade penitenciária localizada em Pernambuco, onde se encontrava preso, também foi cumprido um mandado de prisão. Ele foi recambiado para um presídio do Ceará.

O homem de 42 anos já responde por roubo com restrição de liberdade, associação criminosa, ameaça, porte ilegal de arma de fogo, além de ser condenado pela Justiça cearense pelo crime de extorsão mediante sequestro. Tanto o mandado de prisão preventiva em desfavor de Maria Thaís quanto o de “Sassá” são referentes aos crimes de integrar organização criminosa e tráfico de drogas.
Outra prisão

Também na última sexta-feira (19), os agentes da Draco, com apoio da Polícia Civil do Estado do Paraná (PCPR), cumpriram um mandado de prisão temporária pelos crimes de integrar organização criminosa e tráfico de drogas contra um caminhoneiro. As investigações apontam que o homem seria responsável pelo transporte das drogas do Paraná para o Ceará. A captura ocorreu no município de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, capital paranaense.

As investigações apontam ainda que cerca de uma tonelada de drogas foi movimentada pelo trio. Para o titular da Draco, Harley Filho, as prisões são importantes para desestruturar o poderio financeiro desses grupos criminosos. Ele destacou que “mesmo que duas dessas pessoas já estivessem presas, os mandados cumpridos são importantes para afastá-los mais ainda do convívio com a sociedade. Com essas prisões, tiramos de circulação um conselheiro permanente de um coletivo criminoso, uma pessoa subordinada a ele e um outro indivíduo responsável pelo transporte desse material”, finalizou Harley.

Disque-Denúncia

Para combater a atuação de grupos criminosos no Estado, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) conta com a participação da população para repassar informações que auxiliem os trabalhos investigativos. Por isso, a unidade especializada da Polícia Civil do Ceará mantém um número de WhatsApp para receber denúncias de ações criminosas em todo o Estado. A população pode enviar mensagens de texto, áudios, fotos e vídeos para o número (85) 98969-0182.

As denúncias também podem ser feitas, por meio de ligação gratuita, para o 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O sigilo e o anonimato são garantidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar. 

Boletim de saúde sobre Normando Sóracles

 Boletim manhã 05/12 Normando Soracles segue internado na UTI do hospital São Camilo em Fortaleza onde deu entrada na noite do dia 01/12. Encontra-se sedado, se mantendo clinicamente estável após intubação orotraqueal realizada na manhã do dia 03/12. Apresentou melhora significativa do quadro respiratório e dos exames laboratoriais em comparação ao dia anterior. Mantendo-se sem febre e sem leucocitose. Vem respondendo satisfatoriamente a pronação (técnica que consiste em alternar a posição de deitada) mais conhecida como "posição do nadador". Novos exame serão realizados ao fim desta tarde.   Seguimos cada vez mais confiantes na sua plena recuperação. Tendo a convicção plena que Deus é conosco!