Pular para o conteúdo principal

Polícia Civil fecha empresa clandestina de coleta e armazenagem de óleo vegetal

 Uma investigação da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) resultou no fechamento de uma empresa clandestina de coleta e armazenagem de óleo vegetal para posterior revenda para fábricas de sabão. O flagrante foi registrado, na última quarta-feira (3), no bairro Vila União, na Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5) de Fortaleza. O proprietário do local foi preso em flagrante por crime ambiental.

De acordo com os levantamentos realizados pela DPMA, a empresa, intitulada como Projeto Ama Reciclar, não possuía Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), tampouco alvará de funcionamento e nem licença ambiental. Além de funcionar às margens de um córrego oriundo da Lagoa do Opaia, situada na Área de Preservação Permanente (APP) do Parque Urbano da Lagoa do Opaia.

No local, milhares de litros de óleo vegetal, utilizados em restaurantes e barracas de praia, foram localizados armazenados de forma irregular. Parte do material era descartado no solo e no córrego da lagoa. Conforme as investigações, o óleo vegetal era recolhido de estabelecimentos comerciais e levado ao local, onde passava por um primeiro tratamento, chamado de decantação – que consiste no processo de separação de misturas. Logo em seguida, o óleo era comercializado para empresas de produção de sabão em barra.

Ainda no local, a Polícia Civil localizou blocos de recibos e notas fiscais. Diante dos fatos, um homem de 37 anos foi conduzido à sede da DPMA, onde foi autuado em flagrante pelos crimes de causar poluição e pelo funcionamento de serviço potencialmente poluidor, sem licença ou autorização dos órgãos competentes, previstos nos artigos 54 e 60 da Lei 9.605/1998 (Lei de Crimes Ambientais).

Denúncias

A população pode contribuir com as forças de segurança repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS); ou para o (85) 3247-2630, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA). O sigilo e o anonimato são garantidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

    Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada. Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar na avenida 13 de maio em Fortaleza; um homem foi atingido a tiros

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar em frente ao MCDonald's da Avenida 13 de Maio em Fortaleza. Um homem foi atingido a tiros dentro do Paladar por homens que desceram de um veículo Corolla para executá-lo. Informação não oficial revela que a vítima é o dono do Restaurante. Depois do crime, os  homens  entraram  no carro e fugiram.  Em seguida, quem estava no MCDonald's correu para perto da vítima . A ambulância do SAMU já chegou e nada da polícia. O barulho dos tiros parecia de fogos de artifício. Muita violência para esse fim de noite de domingo.. Atualização.. O Paladar entrou em contato com a gente pelas redes sociais e informou que a vítima foi um cliente. O dono do Restaurante não foi atingido. 

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar.