Pular para o conteúdo principal

*Live compartilha histórias de maternidade, empreendedorismo e os desafios de conciliar a dupla jornada*

 



_Mônica Gomes e Vládia Gonçalves são mães e empresárias que iniciaram um negócio juntas, durante a pandemia. Quinta-feira (20), às 17h, a live “Mãe e empreendedora de sucesso” aborda os detalhes dessa trajetória._


A dupla jornada faz parte do dia a dia das mães brasileiras. Conciliar trabalho e maternidade é quase uma arte. Mas, afinal, qual o impacto da pandemia na vida das mamães empreendedoras? A especialista em marcas e patentes, Vládia Gonçalves e a empresária, Mônica Gomes uniram forças e em meio à crise sanitária criaram uma empresa que atua na fabricação de pré- moldados. Nesta quinta-feira, dia 20 de maio, às 17h, ambas compartilharão com outras mães e trabalhadoras, como conseguiram inovar e criar um empreendimento, apesar do contexto atual.


Segundo Mônica Gomes, o momento é válido para alinhar boas ideias e estratégias na busca por novas oportunidades e até mesmo carreiras. “Eu já trabalhava com fabricação e venda de peças e acessórios para carros off-road, incluindo a parte de oficina mecânica. Após conhecer a Vládia, que é sobrinha do meu esposo, trocamos ideias, criamos um produto inovador para o mercado e decidimos investir na fabricação de pré- moldados. Estamos unindo forças e conhecimentos de cada uma, eu faço a parte de produção e a Vládia faz a parte comercial”, explica Mônica Gomes.


Antes de iniciar um negócio, no entanto, é fundamental que se faça um estudo de mercado, para entender a viabilidade de implantar a ideia, tratando de certas questões que permitem que o risco do investimento seja controlado, preferencialmente que seja uma oportunidade de mercado e que tenha conexão com o propósito da pessoa. Vládia Gonçalves afirma que conciliar a maternidade e o trabalho requer resiliência. “Pois precisamos ter "jogo de cintura" com as situações de desafios. No empreendedorismo, vejo que tenho mais flexibilidade para administrar as duas áreas da minha vida: os negócios e a maternidade. Também conto com uma rede de apoio importante, como minha secretária, o motorista, nossa babá, que fazem com que a maternidade aconteça de forma mais tranquila”, reforça Vládia.


Dados importantes

O levantamento ‘Estatísticas de Gênero: Indicadores Sociais das Mulheres no Brasil’, realizado pelo IBGE, constatou que, no ano passado, somente 54,6% das mulheres entre 25 e 49 anos que têm filhos estavam trabalhando – por outro lado, a porcentagem de homens na mesma situação sobe para 89,2%. Ao pensar em mulheres mães negras e pardas, a ocupação é ainda menor, de apenas 49,7%. Apesar de muita gente ter se adaptado ao esquema remoto de trabalho, dados da plataforma Workana, responsável por conectar freelancers a empresas da América Latina, mostram que a desigualdade de gênero também ficou em evidência no home office: segundo o relatório de 2020 da empresa, 48,3% das mulheres em regime CLT estavam também cuidando dos filhos em casa, enquanto apenas 11,1% dos homens exerciam as mesmas funções.


_Sobre Mônica Gomes_


“Sou uma mulher que desde muito cedo batalha pelos objetivos. Sempre que eu quero algo, luto até conquistar. Não sou de desistir fácil daquilo que eu quero, nem mesmos das coisas difíceis. Sou empresária e busco sempre inovar no mercado, conquistando a fidelidade de clientes antigos e conquistando novos clientes. Tenho 3 filhos. Sou mãe, e daquelas bem protetoras, por sinal. Nunca deixei que faltasse nada para os meus filhos, sempre fiz de tudo por eles. Sempre busco estar presente na minha família e na vida dos meus filhos, sem que atrapalhe o meu trabalho.  Eles sempre me apoiam muito. Passei por muitas coisas nessa vida, sejam elas boas ou não mas, foram coisas que me tornaram a mulher, mãe e empresária que sou hoje. Meu maior desafio é conseguir treinar novas pessoas para exercerem suas funções de forma correta”, descreve Mônica. 


_Sobre Vládia Gonçalves_


“Atualmente, atuo nos ramos de propriedade industrial e intelectual, no segmento de marketing digital e mais recentemente, com a fabricação de forro pré-moldado para a indústria da construção civil. Me sinto muito ungida em Deus. A minha vida profissional se deu através da necessidade do mercado. Pois os clientes que eu visitava na época em que trabalhava para outra empresa do mesmo segmento que o meu, sentiam necessidade de um acompanhamento melhor e mais próximo. Assim, percebendo essa carência, em 2003 abri uma sociedade e em seguida coloquei minha própria empresa em marcas e patentes, que hoje tem mais de 18 anos de atuação nos mercados local e nacional. É uma trajetória de desafio e superação, sempre trabalhando com transparência tanto com os clientes, quanto com os meus colaboradores", explica Vládia.


*Serviço*

Live “Mãe e empreendedora de sucesso”

Quinta-feira, 20 de maio, às 17h

No Instagram @grupovladiagoncalves

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar. 

Boletim de saúde sobre Normando Sóracles

 Boletim manhã 05/12 Normando Soracles segue internado na UTI do hospital São Camilo em Fortaleza onde deu entrada na noite do dia 01/12. Encontra-se sedado, se mantendo clinicamente estável após intubação orotraqueal realizada na manhã do dia 03/12. Apresentou melhora significativa do quadro respiratório e dos exames laboratoriais em comparação ao dia anterior. Mantendo-se sem febre e sem leucocitose. Vem respondendo satisfatoriamente a pronação (técnica que consiste em alternar a posição de deitada) mais conhecida como "posição do nadador". Novos exame serão realizados ao fim desta tarde.   Seguimos cada vez mais confiantes na sua plena recuperação. Tendo a convicção plena que Deus é conosco!