Pular para o conteúdo principal

PCCE desarticula grupo criminoso que atuava na Capital no roubo de joias

 Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deflagrou uma operação visando capturar os últimos integrantes de um grupo criminoso especializado em roubos de joias a pessoas na saída de supermercados e outros estabelecimentos comerciais na Capital. Na ação, a Polícia Civil capturou um dos suspeitos, André Vinícius Lima de Carvalho, de 21 anos, na última quarta-feira (12). Outros dois foram capturados no ano passado após diligências da Polícia Civil realizadas em outros bairros onde o grupo atuava. Parte das joias levadas nos crimes foram recuperadas e restituídas às vítimas.

Os inspetores iniciaram as investigações há onze meses, após uma tentativa de latrocínio ocorrida no estacionamento de um supermercado no bairro Guararapes, Área Integrada de Segurança 7 (AIS 7), em junho do ano passado. Na ocasião, um cliente teve subtraído um cordão de ouro com pedras preciosas avaliado em aproximadamente R$ 60 mil. De acordo com os levantamentos policiais, a vítima foi abordada por um indivíduo armado na saída do estabelecimento. Houve troca de tiros, tendo em vista que a vítima tinha porte de arma de fogo e estava armado. O suspeito fugiu durante a empreitada criminosa em uma motocicleta que estava de apoio.

Diante dos fatos, foram realizadas diligências pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), por meio da análise de imagens e informações de inteligência da Polícia Civil identificando os integrantes do grupo criminoso. O setor de investigação também apurou outras ações criminosas dos suspeitos pela mesma associação criminosa, conseguindo identificar todos os suspeitos do grupo envolvidos em roubos nas saídas de estabelecimentos.

Prisões

Segundo investigação da DRF, o grupo agia com cobertura de pelo menos dois veículos, um carro e uma moto. Um dos suspeitos se passava por “olheiro” e se infiltrava no estabelecimento como cliente. O motorista, identificado como Wildson Uchoa Rodrigues, 32 anos, conduzia o carro nas ações criminosas. O suspeito foi preso em flagrante por policiais da DRF em junho do ano passado, após cometer uma “saidinha bancária”, no bairro de Fátima (AIS 5). Wildson tem outras passagens por roubo e furtos tentados e consumados.

O “olheiro” do grupo, identificado como Roberto Alves Gomes, 31 anos, identificava as vítimas e repassava informações aos comparsas, que aguardavam na parte externa dos estabelecimentos, como demonstrado nas apurações da DRF. A Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão preventiva em fevereiro deste ano em desfavor do suspeito. Roberto tem antecedentes por roubo, porte ilegal de arma de fogo, crimes de trânsito e associação para o tráfico de drogas.

Na semana passada, dia 12, André Vinícius Lima de Carvalho, 21 anos, foi o terceiro suspeito identificado pelos policiais. Ele agia de motocicleta incumbido de retirar os comparsas do local, após a subtração das joias. Durante o cerco policial no bairro Guararapes, um dos suspeitos fugiu, mas André foi capturado. A PCCE segue em diligências à procura do outro suspeito.

Conforme o delegado Rommel Kerth, titular da DRF, os presos fazem parte de uma organização criminosa, com atuação na Capital, especializada em roubo de joias. “O grupo se utiliza do mesmo ‘modus operandi’, que é o acesso das vítimas a espaços públicos como, supermercados e outros espaços que fossem vulneráveis para as vítimas. “Um ‘olheiro’ empregava o artifício de se aproximar da vítima e passar as informações de suas características para os comparsas que davam cobertura utilizando veículos. Eles abordavam às vítimas armados e praticavam a subtração de joias e bens das mesmas, depois se evadiam do local”, explica.

O delegado revelou ainda que já existiam investigações sobre a participação do grupo criminoso que atuou de modo parecido em outras situações. Segundo o titular, as investigações continuam em andamento e um quarto suspeito já está identificado. Equipes da Polícia Civil estão em diligências à procura do outro suspeito envolvido no crime. Wildson, Roberto e André foram capturados pela Polícia Civil e encontram-se à disposição da Justiça. Os três suspeitos têm passagens por outros crimes de roubos.

Denúncias

A população pode contribuir com os trabalhos policiais repassando informações sobre o paradeiro do suspeito. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou ainda para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), pelo número (85) 3101-1142. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

    Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada. Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar na avenida 13 de maio em Fortaleza; um homem foi atingido a tiros

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar em frente ao MCDonald's da Avenida 13 de Maio em Fortaleza. Um homem foi atingido a tiros dentro do Paladar por homens que desceram de um veículo Corolla para executá-lo. Informação não oficial revela que a vítima é o dono do Restaurante. Depois do crime, os  homens  entraram  no carro e fugiram.  Em seguida, quem estava no MCDonald's correu para perto da vítima . A ambulância do SAMU já chegou e nada da polícia. O barulho dos tiros parecia de fogos de artifício. Muita violência para esse fim de noite de domingo.. Atualização.. O Paladar entrou em contato com a gente pelas redes sociais e informou que a vítima foi um cliente. O dono do Restaurante não foi atingido. 

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar.