Pular para o conteúdo principal

Polícia Civil do Ceará deflagra Operação Hasta

 

 # #

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) deflagrou, nessa terça-feira (6), a Operação Hasta que investiga fraudes em licitações, peculato (desvio de dinheiro público), corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro. A ofensiva ocorreu simultaneamente em Fortaleza, Caucaia, Itatira e Pacatuba. As investigações apontam que o grupo teria movimentado R$ 132 milhões nos últimos oito anos. O resultado da Operação Hasta foi apresentado nesta quarta-feira (7), em coletiva de imprensa, na sede da Superintendência da PC-CE, em Fortaleza.

A ofensiva, realizada na manhã de ontem, contou com 75 policiais civis que deram cumprimento a 15 mandados de busca e apreensão domiciliares, resultando no sequestro de 38 veículos e de um imóvel, bem como o bloqueio de R$ 2 milhões em ativos financeiros de centenas de contas bancárias relacionadas aos alvos da investigação.

Uma quantia de dinheiro em espécie em moeda nacional, 1.500 dólares em cédulas falsificadas, oito armas de fogo (duas espingardas calibre 12, uma espingarda calibre 28 e uma espingarda calibre 22; dois revólveres, um de calibre 32 e o outro de calibre 38; uma pistola calibre 22 e um rifle calibre 40), várias munições, diversos aparelhos celulares, computadores e uma vasta documentação relativa aos crimes investigados foram apreendidos.

Durante a operação, duas pessoas foram presas em flagrante. Uma por falsificação de moeda, no qual o flagrante foi lavrado na sede da Superindentência da Polícia Federal (PF) no Ceará, e outra pessoa por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Essa última atirou contra os policiais no momento da abordagem em Itatira. O flagrante foi registrado na Delegacia Regional de Canindé. A identidade dos presos é preservada para não atrapalhar a investigação em andamento.

Investigação

De acordo com os levantamentos policiais, coordenada pela Delegacia de Combate à Corrupção (Decor), um grupo comandado por membros da mesma família se valia de terceiros, popularmente conhecidos como “laranjas”, para fundarem e/ou assumirem empresas que concorriam e ganhavam licitações milionárias nos municípios investigados. A investigação, que vem sendo realizada há cerca de um ano, aponta que este grupo já teria movimentado o montante de R$ 132 milhões nos últimos oito anos.

“A partir da operação dessa terça-feira, nos quatro municípios, e com a análise de todo o material apreendido conseguiremos chegar a outras pessoas e também a outras empresas que participam desse esquema criminoso. A expectativa é que consigamos agora alavancar a investigação no sentido dos crimes contra a administração pública”, destacou o delegado Osmar Berto, titular da Delegacia de Combate à Corrupção (Decor).

Hasta, o nome da operação, é uma referência a uma expressão de origem árabe que significa “sob a lança”, o que quer dizer que debaixo da lança nada deveria ser oculto, não podendo haver suspeitas em um contrato ou em um negócio. A Operação Hasta contou com o apoio do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro (LAB-LD), vinculado ao Departamento de Recuperação de Ativos (DRA) da Polícia Civil do Estado do Ceará.

Denúncias 

As denúncias também podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS, ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As informações podem ser direcionadas para o (85) 3472-6687, que é o telefone da Delegacia de Combate à Corrupção (Decor).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

    Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada. Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar na avenida 13 de maio em Fortaleza; um homem foi atingido a tiros

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar em frente ao MCDonald's da Avenida 13 de Maio em Fortaleza. Um homem foi atingido a tiros dentro do Paladar por homens que desceram de um veículo Corolla para executá-lo. Informação não oficial revela que a vítima é o dono do Restaurante. Depois do crime, os  homens  entraram  no carro e fugiram.  Em seguida, quem estava no MCDonald's correu para perto da vítima . A ambulância do SAMU já chegou e nada da polícia. O barulho dos tiros parecia de fogos de artifício. Muita violência para esse fim de noite de domingo.. Atualização.. O Paladar entrou em contato com a gente pelas redes sociais e informou que a vítima foi um cliente. O dono do Restaurante não foi atingido. 

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar.