Pular para o conteúdo principal

Startup Akredito pretende expandir atuação no Nordeste

 






 Startup de impacto social reúne, renegocia e quita todas as dívidas de pessoas negativadas diretamente com credores, possibilitando descontos de até 75%. A iniciativa já rendeu prêmios internacionais a fintech.


 


Em meio ao difícil momento pelo qual passa a economia brasileira, ter o nome limpo e sem restrição faz toda a diferença. Foi a partir da percepção de que, com a instabilidade econômica, o número de brasileiros endividados não parava de crescer, que os irmãos Pedro e Mariana Boot decidiram, em 2018, construir a Akredito, uma fintech de impacto social que resgata dívidas de brasileiros com nome ‘sujo’ e possibilita sua reinclusão social. A startup consolida, negocia e paga à vista dívidas de até R$ 10 mil de pessoas que estão com o nome negativado.




“Analisando o mercado brasileiro, entendemos que não existiam muitas alternativas para o inadimplente limpar o nome de forma sustentável. As instituições financeiras dificilmente aprovam empréstimos para negativados e, quando aprovam, cobram juros altíssimos e/ou solicitam garantias, tornando o endividamento um ciclo vicioso. A partir deste cenário, tivemos a ideia de criar um modelo de negócio para colaborar com a inclusão financeira, social e digital”, explica Pedro Boot, CEO da empresa.




A startup tem como missão, além de resgatar os brasileiros endividados, reintegrá-los de maneira sustentável no mercado de consumo brasileiro. “Existem muitas definições de negócio social. Nossa definição é uma empresa que visa o impacto social como o seu objetivo principal, mas ao mesmo tempo busca o lucro. Com o nome negativado é quase impossível financiar a faculdade, investir em um negócio e pode até dificultar o processo de conseguir um emprego, entre outras situações. Foi por isso que pensamos em desenvolver uma solução que oferecesse um serviço justo e acessível para que o inadimplente se reintegre na sociedade de forma financeiramente sustentável.”, complementa o CEO da Akredito.




A experiência vem se mostrando extremamente bem-sucedida e, em apenas três anos, já rendeu à Akredito alguns prêmios internacionais, entre eles o Lab Habitação 2020 e o Village Capital 2020. Nascida no Rio de Janeiro, mas operando 100% on-line, a fintech já negociou mais de R$ 600 mil para cerca de 200 famílias em todo o Brasil. Em fase de escalada, além de expandir sua atuação no Nordeste, a startup também busca investidores na região e aposta num posicionamento mais assertivo, já que os clientes da Região são os mais adimplentes com a empresa.




Inovação e tecnologia


O diferencial da Akredito na recuperação de crédito é que a operação ocorre totalmente de forma on-line: a plataforma digital da empresa identifica, consolida, unifica e paga todas as dívidas que deixam uma pessoa negativada. Os interessados em negociar suas dívidas se cadastram no site https://www.akredito.com.br e têm seu perfil analisado. Caso seja aceito, a Akredito assume todas as dívidas registradas nas agências de proteção ao crédito e o negativado fica com nome limpo em até 5 dias úteis. Uma vez concluída esta etapa, o cliente pagará apenas para a Akredito, com parcelas acessíveis, em até 24 vezes. O sucesso do modelo de negócio social reflete-se na baixa inadimplência dos clientes com a empresa. Todo o processo é realizado de forma personalizada, segura e transparente.




Prêmios e programas


A startup Akredito já vem promovendo seu nome internacionalmente através de prêmios como o WexChange 2020, o BBVA OPEN TALENT; a seleção para o programa Lab Habitação 2020 para negócios de impacto social que atuam com acesso a microcrédito habitacional; saneamento básico; inovação na construção civil; e reformas habitacionais de baixo custo para a população em vulnerabilidade social e econômica; e também foi uma das 12 selecionadas, e única fintech brasileira, para participar da aceleradora Village Capital 2020.




Mais informações:


https://www.akredito.com.br | 0800-881-1000 | contato@akredito.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

    Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada. Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar na avenida 13 de maio em Fortaleza; um homem foi atingido a tiros

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar em frente ao MCDonald's da Avenida 13 de Maio em Fortaleza. Um homem foi atingido a tiros dentro do Paladar por homens que desceram de um veículo Corolla para executá-lo. Informação não oficial revela que a vítima é o dono do Restaurante. Depois do crime, os  homens  entraram  no carro e fugiram.  Em seguida, quem estava no MCDonald's correu para perto da vítima . A ambulância do SAMU já chegou e nada da polícia. O barulho dos tiros parecia de fogos de artifício. Muita violência para esse fim de noite de domingo.. Atualização.. O Paladar entrou em contato com a gente pelas redes sociais e informou que a vítima foi um cliente. O dono do Restaurante não foi atingido. 

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar.