Pular para o conteúdo principal

ESG lança curso gratuito e aberto ao público de prevenção do suicídio

 



A campanha Setembro Amarelo ganha, a cada ano, mais destaque no Brasil desde que foi lançada no país em 2014.  A campanha  visa conscientizar as pessoas sobre a relevância dos cuidados com a saúde mental, como também previnir o suicídio. 


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 32 pessoas se suicidam, por dia, no Brasil, o que significa que o suicídio mata mais brasileiros do que doenças como a AIDS e o câncer. Por ano, no país, são registrados em torno de 12 mil suicídios e mais de um milhão no mundo. Entre jovens de 15 a 29 anos, o suicídio foi a quarta maior causa de morte. Nos adultos, os homens registraram mais que o dobro do número de mulheres que tiram a própria vida


Ainda segundo a OMS, algumas orientações são importantes para lidar com o assunto, como limitar o acesso a mecanismos que podem ser usados na prática do suicídio; o relato, de forma responsável, dos meios de comunicação ao tratarem desta questão; ter acesso a serviços de apoios socioemocional para adolescentes, e a identificação precoce, gestão e acompanhamento de pessoas que tenha pensamentos ou comportamentos suicidas. 


Saúde mental em números


Uma pesquisa do Instituto Ipsos encomendada pelo Fórum Econômico Mundial mostra que 53% dos brasileiros notaram uma piora no estado mental entre abril de 2020 e abril de 2021. Segundo a OMS, desde 2017 os brasileiros são o povo mais ansioso do mundo. Além disso, por ano, no país, são registrados em torno de 12 mil suicídios e mais de um milhão no mundo.


De acordo com uma pesquisa realizada pela FMUSP, que avaliou cerca de 2.117 participantes do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto, acompanhados desde 2008 e avaliados periodicamente durante o ano de 2020, mostrou que a pandemia de COVID-19 não alterou de forma significativa a ocorrência de transtornos mentais, porém continua alta, afetando mais de 20% da população. Além disso, o estudo também mostrou que os níveis de sintomas de ansiedade e depressão, apesar de se manterem estáveis, permanecem em patamares elevados.


Já segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2020  o Brasil se consolidou o país mais ansioso do mundo, quase 20 milhões de brasileiros sofrem de ansiedade, o que engloba também o transtorno obsessivo-compulsivo, fobias, estresse pós-traumático e ataques de pânico. E a depressão atinge cerca de 12 milhões de pessoas no país, que ocupa o segundo lugar no ranking global. A Covid-19 trouxe consigo outra pandemia: o esgotamento mental. Uma pesquisa do Instituto Ipsos encomendada pelo Fórum Econômico Mundial mostra que 53% dos brasileiros notaram uma piora no estado mental entre abril de 2020 e abril de 2021.



Curso gratuito é oferecido para a comunidade


Pensando nesta causa com muita sensibilidade e empatia, a Escola de Saúde e Gestão (ESG), lançou um curso gratuito para toda a sociedade, com o objetivo de ajudar pessoas que lutam contra a depressão.


O curso “Prevenção ao Suicídio: O que você precisa saber” é ministrado pelo Dr. Joel Pinto, psiquiatra e mestre em saúde mental, especialista com vasta experiência na área. “Nesse curso, você encontrará uma apresentação com dicas importantes sobre a prevenção ao suicídio, um infográfico com a síntese do que foi abordado e slides para aprender ainda mais sobre o tema. É indicado para quem está  passando por momentos difíceis, ou quem está ajudando pessoas com apoio emocional,” explica o profissional.


As inscrições estão disponíveis no link: https://escoladesaudeegestao.com.br/cursos/profissionais-da-saude/prevencao-ao-suicidio-o-que-voce-precisa-saber




Balanço da Saúde Mental



·         Cerca de 12% da população convive com algum transtorno mental, segundo a OMS;


·         53% dos brasileiros relatam piora do bem-estar mental entre 2020 e 2021, segundo pesquisa do Instituto Ipsos para o Banco Mundial;


·         Desde 2017, os brasileiros são o povo mais ansioso do mundo, de acordo com a OMS.


·         Cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos no mundo, segundo a OMS.


·         O suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos, segundo a OMS.


·         79% dos suicídios no mundo ocorrem em países de baixa e média renda, segundo a OMS.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

Idomed Canindé realiza capacitação de profissionais da saúde sobre acolhimento e humanização do atendimento no SUS

  Os profissionais da saúde da atenção básica no município de Canindé, além dos profissionais que atuam na Central de Marcação do município e na Central de Abastecimento Farmacêutico, participaram de capacitação sobre acolhimento e humanização do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), na última semana. O evento aconteceu no auditório do  Instituto de Educação Médica Idomed Canindé em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Canindé e com o Ciclo Permanente de Educação Continuada da Faculdade Estácio de Canindé. Segundo o professor Dr. Orleâncio Gomes Ripardo de Azevedo, coordenador do programa de extensão do Idomed de Canindé, a capacitação é um importante passo para o fortalecimento dos trabalhos da rede pública de saúde. “Esse tipo de ação de aprimoramento que estamos proporcionando aos profissionais da saúde irá beneficiar todos, principalmente a população que utiliza os serviços de saúde pública”, explica. A diretora da unidade de Canindé, Iael Marinheiro, explica que