Pular para o conteúdo principal

MPCE recomenda à SESA e à Funsaúde adoção de medidas para melhorar gestão em hospitais, romper precarização trabalhista e convocar concursados

 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 137ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, de Defesa da Saúde Pública, recomendou, nesta segunda-feira (20/09), que a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (SESA) e a Fundação Regional de Saúde do Estado do Ceará (Funsaúde) adotem providências para garantir o fim da precarização na rede de saúde de alta complexidade, onde predominam as contratações por cooperativas. A recomendação orienta que, para isso, sejam realizadas mudanças na gestão do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), do Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM) e do Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), com a celebração de contrato de gestão entre SESA e Funsaúde, com gestão baseada em indicadores de resultado e apresentação de cronograma para que os hospitais passem a dispor de funcionários concursados pela Fundação.  

A finalidade é que o modelo de gestão das unidades de saúde esteja em conformidade com a Lei Estadual nº 17.186, de 24 de março de 2020 (Lei da Funsaúde), com a legislação sanitária e de Direito Administrativs. A recomendação é assinada pelos promotores de Justiça Ana Cláudia Uchoa, titular da 137ª Promotoria de Justiça de Fortaleza; Eneas Romero de Vasconcelos, coordenador do Centro de Apoio Operacional da Saúde (CAOSAÚDE); Lucy Antoneli, secretária executiva das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde Pública; e pela procuradora de Justiça Isabel Pôrto, coordenadora auxiliar do CAOSAÚDE.  

Atualmente, o regime amplamente utilizado na contratação de profissionais de saúde é por cooperativas, que não se harmoniza com o ordenamento jurídico e é oneroso para o Estado, especialmente no caso das cooperativas médicas, uma vez que os valores chegam a ser superiores aos praticados na rede privada. Ademais, com a pandemia, ficou evidente a necessidade de contratação de profissionais de saúde com vínculo definitivo, treinamento permanente e remuneração adequada em face da complexidade da rede de saúde.  

Segundo a própria Funsaúde informou ao MPCE, a Fundação começará as atividades contratuais pelo HGF, HM, HIAS (previsão em setembro de 2021), bem como pelo Hospital Universitário da Universidade Estadual do Ceará (previsão para 2023/2024). Em relação às centrais de regulação através das Agências Regionais de Saúde, a expectativa é de iniciar a gestão em dezembro de 2021. Já no Centro Ambulatorial Especializado em Pediatria (atual Centro de Saúde Meireles), a previsão é janeiro de 2022. O primeiro concurso público da Funsaúde está em andamento, para admissão de 6.000 empregados públicos, mais cadastro de reserva.  

Diante do contexto, a recomendação orienta que SESA e Funsaúde informem a celebração de contrato de gestão entre as partes; detalhem a atual estrutura da Funsaúde, com dados sobre custos, cargos e planejamento para 2022; apresentem comparativo de custo atual dos três hospitais e do custo previso com as contratações dos servidores concursados; apresentem cronograma para que até o dia 30 de outubro de 2021 os três hospitais sejam integralmente gerenciados pela Funsaúde, a fim de superar a precarização das relações trabalhistas e modernizar a gestão com indicadores finalísticos e de resultado; e mostrem cronograma completo de substituição dos atuais vínculos trabalhistas pelos servidores da Funsaúde, especialmente nos hospitais citados, mas também nas unidades de saúde citadas no edital do concurso, até no máximo 17 de março de 2021.  

As informações e medidas para cumprir a recomendação devem ser repassadas ao MPCE no prazo de 10 dias. O descumprimento injustificado da recomendação acarretar a aplicação de medidas administrativas e/ou judiciais cabíveis. 

Leia a Recomendação na íntegra aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

Idomed Canindé realiza capacitação de profissionais da saúde sobre acolhimento e humanização do atendimento no SUS

  Os profissionais da saúde da atenção básica no município de Canindé, além dos profissionais que atuam na Central de Marcação do município e na Central de Abastecimento Farmacêutico, participaram de capacitação sobre acolhimento e humanização do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), na última semana. O evento aconteceu no auditório do  Instituto de Educação Médica Idomed Canindé em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Canindé e com o Ciclo Permanente de Educação Continuada da Faculdade Estácio de Canindé. Segundo o professor Dr. Orleâncio Gomes Ripardo de Azevedo, coordenador do programa de extensão do Idomed de Canindé, a capacitação é um importante passo para o fortalecimento dos trabalhos da rede pública de saúde. “Esse tipo de ação de aprimoramento que estamos proporcionando aos profissionais da saúde irá beneficiar todos, principalmente a população que utiliza os serviços de saúde pública”, explica. A diretora da unidade de Canindé, Iael Marinheiro, explica que