Pular para o conteúdo principal

Retomada // Pavilhão da Magnólia estreia espetáculo presencial nesta sexta

 Há uma festa sem começo que não termina com o fim

Grupo Pavilhão da Magnólia celebra 16 anos estreando o primeiro espetáculo presencial em Fortaleza após um ano e meio de pandemia e teatros fechados

HaUmaFesta-45.jpg

Fotos de Divulgação: Carol Veras

Em sua nova criação, o grupo cearense Pavilhão da Magnólia celebra 16 anos de trabalho continuado e também o reencontro entre artistas e espectadores depois de um ano e meio de teatros fechados. O processo criativo de “Há uma festa sem começo que não termina com o fim” teve início em março de 2021 num projeto de intercâmbio à distância com o coletivo brasiliense Teatro do Concreto. A peça estreia no dia 10 de setembro, às 19h na Casa Absurda e segue temporada às sextas e aos sábados e domingos do mês, com público limitado a 15 pessoas por sessão, atendendo os protocolos de segurança e a venda antecipada se dará pelo Sympla.

Foi no contexto de encontros virtuais que artistas vasculharam seus arquivos pessoais, do próprio grupo e do país em busca de mitos de origem, inícios, marcos e marcas, inspirados pela obra da autora paulista Noemi Jaffe, O livro dos começos (2015). Num momento em que planejar o futuro parecia algo assombroso e impossível diante do medo, do luto e da aguda indignação com o (des)governo do Brasil, revisitar o passado emergiu como um lugar capaz de alimentar os imaginários e movimentar os afetos. Com a gradual retomada de atividades presenciais, a Casa Absurda, sede dos grupos Pavilhão e Prisma, abrigou os ensaios e experimentações com uma equipe reduzida que foi se ampliando com o avanço da vacinação e maior controle da pandemia. A peça, que flerta com a linguagem da palestra-performance e do teatro documentário, aposta no exercício de proximidade depois de tantos isolamentos. Por isso, joga com as memórias do elenco para inscrever o lembrar como ação coletiva que nunca diz apenas daquele que recorda, ao contrário, nos trânsitos entre particular/privado e plural/público tece uma reflexão sobre o Brasil de hoje, ontem e amanhã que parte de cada corpo e aquilo que carrega: do que é visível e do que foi invisibilizado


O espetáculo marca ainda outros começos, como a primeira colaboração do Pavilhão da Magnólia com o diretor Francis Wilker e a dramaturgista Thereza Rocha, ambos professores da Universidade Federal do Ceará interessados nas poéticas contemporâneas, e também com o light designer paulista Guilherme Bonfanti (Teatro da Vertigem) que criou a luz da peça numa parceria inédita com o iluminador cearense Wallace Rios. A viabilização da vinda de Bonfanti se deu numa parceria com Hub Cultural do Ceará - Porto Dragão Centro Cultural - IDM equipamento da Secretaria Estadual da Cultura SECULT através do projeto "Diálogos de Criação”. Já a coprodução com o Projeto Giro das Artes, da Quitanda Soluções Criativas e Instituto BR Arte, proporcionou a interlocução dramatúrgica de Ricardo Cabaça, dramaturgo português com quem o grupo se reuniu virtualmente ao longo do processo e que durante temporada realizará uma conversa pública a partir da experiência.


Sinopse:

Livro é árvore, verso já foi traço escrito na terra arada. Os verbos são passado e presente simultâneos. Nenhuma palavra termina em si mesma, os corpos também não. Num rito coletivo de festa e de teatro, uma casa se reabre às/aos convivas e reaprende: como estarmos juntos novamente? Quatro artistas, tal qual páginas soltas de um livro, folheiam o tempo e convidam o público a percorrer um lugar, um ontem, uma vida, um agora, um país, um amanhã.

SERVIÇO//

Temporada presencial: "Há uma festa sem começo que não termina com o fim"
Estreia sexta (10/09), 19h.
Em cartaz às sextas, sábados e domingos de setembro sempre às 19h.
Loca: Casa Absurda (Rua Isac Meyer, 108. Aldeota)


Ingressos: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Bilheteria: www.sympla.com.br/ha-uma-festa-sem-comeco-que-nao-termina-com-o-fim---temporada-de-estreia-pavilhao-da-magnolia__1336230 

Lotação: 15 pessoas
Classificação: 18 anos
Duração: 120 minutos

Obs: Uso obrigatório de máscara. Acesso permitido mediante apresentação do Cartão de Vacinação com pelo menos 1ª dose de vacina contra Covid-19 ou teste negativo de Covid-19 de até 48 horas antes do evento. Será feita medição de temperatura corporal pela produção do evento.


ficha artística

Elenco: Eliel Carvalho, Jota Júnior Santos, Nelson Albuquerque e Silvianne Lima

Direção e Dramaturgia: Francis Wilker

Codireção e Dramaturgismo: Thereza Rocha

Interlocução dramatúrgica: Ricardo Cabaça/ Lisboa-Portugal

Light Design: Guilherme Bonfanti e Wallace Rios

Direção de Arte: Rodrigo Frota

Pesquisa de movimento: Thereza Rocha

Desenho de som: Ayrton Pessoa Bob

Consultoria histórica sobre o teatro cearense: Ricardo Guilherme

Designer Gráfico e Fotos: Carol Veras

Colaboração artística: Micheli Santini

Produção Executiva: Silvianne Lima

Assistente de Produção: Amália Rodrigues e Luísla Carvalho

Comunicação: Jota Júnior Santos

Realização: Pavilhão da Magnólia e Casa Absurda

Parceria Artística: Teatro do Concreto - Grupo de Pesquisa Horizontes da Encenação

Coprodução: Giro das Artes - Quitanda Soluções criativas - Instituto BR Arte

Parceria: Hub Cultural do Ceará - Porto Dragão - IDM - Secult - Gov. do Estado do Ceará


Contato Imprensa:

contato@pavilhaodamagnolia.com.br

Jota Júnior - comunicação e ator - 85 99690 7906

Francis Wilker - direção e dramaturgia - 85 98865 7030

Thereza Rocha - codireção e dramatugismo - 85 9960 6344

Silvianne Lima - produtora e atriz - 85 99960 6344

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar. 

Boletim de saúde sobre Normando Sóracles

 Boletim manhã 05/12 Normando Soracles segue internado na UTI do hospital São Camilo em Fortaleza onde deu entrada na noite do dia 01/12. Encontra-se sedado, se mantendo clinicamente estável após intubação orotraqueal realizada na manhã do dia 03/12. Apresentou melhora significativa do quadro respiratório e dos exames laboratoriais em comparação ao dia anterior. Mantendo-se sem febre e sem leucocitose. Vem respondendo satisfatoriamente a pronação (técnica que consiste em alternar a posição de deitada) mais conhecida como "posição do nadador". Novos exame serão realizados ao fim desta tarde.   Seguimos cada vez mais confiantes na sua plena recuperação. Tendo a convicção plena que Deus é conosco!