Pular para o conteúdo principal

Fotógrafa Sheila Oliveira lança o livro “Saberes e Fazeres - Um olhar para a educação Indígena e Quilombola no Ceará"

  O livro é um registro iconográfico inédito e conta com a coordenação editorial de Patrícia Veloso, textos de Cláudia Leitão e Rona Hanning No próximo dia 14/03 (quinta-feira), às 18h, na Biblioteca Pública Estadual do Ceará (Bece), acontece o lançamento do livro “Saberes e Fazeres – Um olhar para educação Indígena e Quilombola no Ceará”, da reconhecida fotógrafa Sheila Oliveira, sob a coordenação editorial de Patrícia Veloso e projeto gráfico de Majoí Ainá Vogel e Carlos Enrique Tapella. O projeto é uma documentação das práticas pedagógicas e relações sociais e culturais vivenciadas em 14 escolas em comunidades Indígenas e Quilombolas no Ceará, reunindo as experiências educacionais com propostas e diretrizes diferenciadas, que assumem um importante papel na valorização e preservação de memórias, saberes e na reafirmação das identidades étnicas. A iniciativa é viabilizada com o patrocínio da Enel Distribuição Ceará, apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secu

Vivo destaca avanços de acessibilidade para seus colaboradores e clientes

 


Companhia reforça seu compromisso com a diversidade com uma série de ações

São Paulo, 21 de setembro de 2022  No mês da luta da pessoa com deficiência  data que marca a construção de mobilizações para a inclusão social desse público , a Vivo reforça seu compromisso com a diversidade e destaca avanços de acessibilidade para seus colaboradores e clientes.


Um exemplo é que a Vivo está contratando, cada vez mais, pessoas com deficiência. Somente este ano, por exemplo, a empresa já contratou mais de 300 pessoas com deficiência e está com outras 300 vagas abertas. As oportunidades incluem o formato de teletrabalho, uma forma adicional de oferecer acessibilidade para esse público. A Vivo também quer que os clientes se sintam cada vez mais acolhidos e representados. Por isso está ampliando a contratação de colaboradores com deficiência em suas equipes. Já foram abertas 170 vagas exclusivas para pessoas com deficiência nas lojas e áreas administrativas da companhia. E, na central de atendimento, foram feitas adequações dos sistemas e atendimento pode ser feito em Libras.



Além disso, a preocupação da empresa é garantir que seus treinamentos internos sejam cada vez mais acessíveis. Dessa forma, as capacitações contam com adaptação de vídeos com legendas e posts com autodescrição, além de turmas dedicadas a colaboradores com deficiência visual. A companhia criou também um squad de acessibilidade e inclusão para melhorar a experiência do público interno e clientes da Vivo. O projeto tem a participação de dez colaboradores com deficiência, que, com sua vivência, contribuem na construção de sistemas mais inclusivos.


“Temos consciência do nosso papel como empresa e da evolução necessária, tanto nossa quanto do mercado, sobre maior acessibilidade. Acreditamos que, entendendo cada vez mais as necessidades dos nossos colaboradores, conseguiremos adequar sistemas e operações para ampliar a acessibilidade em todos os pontos de contato com o cliente, diminuindo diferenças, eliminando barreiras e oferecendo a melhor experiência a todos”, destaca Ricardo Miras, diretor de Experiência do Cliente e sponsor do pilar de pessoas com deficiência do programa Vivo Diversidade.


E, recentemente, a empresa finalizou a primeira turma do Programa de Desenvolvimento de Carreiras da Vivo, voltado para talentos com deficiência, em parceria com a consultoria Modo Parités. Com duração de 6 meses, a primeira turma teve a participação de 60 colaboradores e contou com o apoio de especialistas do mercado para dar profundidade a temas como habilidades comportamentais e competências.



Diversidade e inclusão na Vivo


A empresa possui um sólido programa de diversidade. Lançado em 2018, o Vivo Diversidade é pautado nos pilares de Gênero, LGBTI+, Raça e Pessoas com Deficiência para assegurar uma cultura mais inclusiva e um ambiente mais diverso e representativo. Além de colocar em prática ações afirmativas, a empresa acredita que o tema diversidade precisa ser abordado com frequência e profundidade, em diferentes fóruns, a fim de reforçar o compromisso e o posicionamento da companhia.


Pensando nisso, a companhia criou a jornada Vivo Diversidade, com temas que são discutidos ao longo dos meses com toda a empresa. Cada assunto é acompanhado do lançamento de uma nova ação, política ou benefício. Somente para os temas relacionados a pessoas com deficiência, a Vivo dedicou dois meses de sua jornada este ano. Em agosto, a empresa abordou com seus colaboradores sobre os avanços de acessibilidade e, agora em setembro, é a vez de falar com seu público interno sobre os impactos da deficiência invisível.

 

Comunicação Corporativa Vivo

imprensavivo@agenciafr.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CONVOCAÇÃO:

  A SOSERVI - Sociedade de Serviços Gerais Ltda, CNPJ 09.863.853/0010-12, Convoca o funcionário JONAS GADELHA FERNANDES , para comparecer à sede da empresa para resolver assunto de seu interesse. Prazo de 72hs. Endereço: Rua: Dr. Jose Lourenço  – 2530 – Joaquim  Távora

Nota de pesar

  A PRT-7 manifesta o mais profundo pesar pela morte dos servidores aposentados José Maciel da Silva e José Siqueira de Amorim. José Maciel da Silva faleceu em 22 de janeiro. Sua última lotação foi no Setor de Arquivo desta Procuradoria Regional do Trabalho. O servidor José Siqueira Amorim faleceu em 28 de fevereiro e encerrou a carreira na Secretaria da Coordenadoria de 2º Grau. Ao tempo em que se solidariza com os familiares e amigos, a PRT-7 reconhece a valorosa contribuição de ambos enquanto atuaram nesta instituição.