Pular para o conteúdo principal

Nairon Pereira de Lira apita a partida entre Ferroviário e ABC/RN

  NOTÍCIA Nairon Pereira de Lira apita a partida entre Ferroviário e ABC/RN 15 de Maio de 2024   Pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o Ferroviário entra em campo no domingo (19), às 19 horas, diante do ABC/RN. O confronto acontece no Estádio Presidente Vargas. Diante desse contexto, a Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol divulgou a escala de árbitros e assistentes designados para o duelo. Nairon Pereira de Lira, de 36 anos, será o árbitro principal. Nas assistências, a partida terá José Daniel Torres de Araújo e José Romão da Silva Neto. O trio pertence ao quadro de arbitragem da Federação Pernambucana de Futebol. Enquanto, o cearense Francisco Naydson Albuquerque de Souza será o quarto árbitro. Durante a temporada de 2024, o árbitro Nairon apitou em três partidas, sendo elas pela Copa do Nordeste e Campeonato Pernambucano. Em suas atuações, onze cartões amarelos foram exibidos e nenhuma expulsão foi processada. Esta será a segunda partida coral apitada

Caetano, Lenine, João Bosco e outros compositores em viagem inédita do Grupo Corpo pela MPB

Com mais de 45 anos de existência, o Grupo Corpo — companhia de dança mineira que está entre as mais importantes do Brasil — mergulha em sua própria trajetória através das trilhas sonoras de vários de seus espetáculos. O que elas têm em comum? A música brasileira. Essa viagem se dá no documentário “Grupo Corpo Pela Música” — dirigido por Armando Mendz e Janaina Patrocinio —, inédito e exclusivo do canal Curta!.


O ponto de partida são depoimentos dos compositores das canções que embalam as coreografias de Rodrigo Pederneiras — encenadas por seu irmão Paulo, que responde pela direção artística da companhia —, como Caetano Veloso, Lenine, João Bosco, Arnaldo Antunes, Samuel Rosa, José Miguel Wisnik, Moreno Veloso, Domenico Lancellotti e a banda Metá Metá.


O filme revela como as aclamadas criações da companhia de dança partem das trilhas sonoras, que são sempre uma força motriz dos espetáculos. Através de entrevistas, os compositores falam sobre seus processos criativos e relatam a experiência de produzir trilhas para um espetáculo de dança, revelando um pouco de suas inspirações e dos sentimentos envolvidos no convite, sempre muito aberto e irrestrito, para que deixem sua criatividade fluir e ditar os rumos de cada novo trabalho.

Entre os espetáculos citados estão “Onqotô”, cuja trilha foi composta por Caetano e José Miguel Wisnik; “O Corpo”, com canções assinadas por Arnaldo Antunes; “Benguelê”, por João Bosco; “Suíte Branca”, por Samuel Rosa; “Gira”, pela banda Metá Metá; “Triz” e “Breu”, por Lenine; “Ímã”, por Domenico Lancellotti, Kassin e Moreno Veloso; e “Parabelo”, por Tom Zé e José Miguel Wisnik.


“O Grupo Corpo criou uma situação nova, que é convidar a música brasileira a compor peças diferentes do que os compositores estariam fazendo normalmente”, explica José Miguel Wisnik. Entre os depoimentos, o filme exibe belas cenas dos espetáculos ambientadas com as canções compostas para eles, num momento em que se revela o resultado dos processos criativos citados.


“Grupo Corpo Pela Música” é uma produção da JPZ Comunicação, viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). O filme estará disponível também no Curta!On – Clube de Documentários, streaming do Curta! na ClaroTV+ e em CurtaOn.com.br. Novos assinantes do site têm sete dias de degustação gratuita. A estreia é na Terça das Artes, 14 de fevereiro, às 21h30.

Mussolini e a Itália na Segunda Guerra Mundial são tema do segundo episódio da série sobre o ditador 

Na segunda parte do documentário “Mussolini, o Primeiro Fascista”, inédito e exclusivo do canal Curta! e do Curta!On – Clube de Documentários, vemos a aproximação entre o “Duce” italiano e o “Führer” alemão: Mussolini e Hitler. O filme de Serge de Sampigny mostra que ambos nem sempre cultivaram as melhores relações, porém após a violenta invasão da Itália na Abissínia — a antiga Etiópia —, o país sofreu fortes sanções econômicas aplicadas por potências europeias como França e Inglaterra, mas não pela Alemanha.

Hitler reconheceu o “direito” da Itália de criar seu próprio império, como em outros tempos fizeram os imperadores romanos. Foi o primeiro passo para uma aproximação que se daria nos anos seguintes, e iria configurar — ao lado do Japão — uma aliança militar consolidada pelo “Pacto de Aço”, assinado pelos dois países em maio de 1939, poucos meses antes do início da Segunda Guerra Mundial.

 

Inicialmente bem-sucedida, a campanha da Itália na Segunda Guerra Mundial foi aos poucos fracassando, e o país mergulhou em uma imensa crise. Por fim, o povo e até mesmo seus colegas de partido se voltaram contra o seu antigo “Duce” e o depuseram do poder. Começa, então, sua derrocada que levou a um fim tão violento quanto seu regime: Mussolini foi assassinado e teve seu corpo dependurado em praça pública. A estreia da segunda parte é na Sexta da Sociedade, 17 de fevereiro, às 23h.


Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 13/02


21h – “Dorivando Saravá, o Preto que Virou Mar”

Ele foi o primeiro a cantar os orixás e a introduzir o tempo do candomblé na música popular brasileira. Desafiou a própria morte ao se entregar nos braços de Iemanjá e  Obá de Xangô consagrado que era  não morreu. Dorival Caymmi virou mar. É nessa linha poética que o documentário experimental em longa-metragem do diretor Henrique Dantas mergulha na vida do mais icônico compositor que a Bahia já produziu. Dorivando Saravá, o Preto que Virou Mar reúne depoimentos, lembranças e reflexões de artistas como Gilberto Gil, Tom Zé, Jussara Silveira, Tiganá Santana, Arlete Soares, Adriana Calcanhotto, entre outros que desfrutaram do privilégio de terem convivido com ele, ou que regravaram sua obra. O filme aborda conceitos presentes na vida e obra de Caymmi e apresenta falas reveladoras do compositor, garimpadas em antigas entrevistas radiofônicas, nas quais ele mostra alguns de seus posicionamentos estéticos e políticos. No documentário, Caymmi é representado como uma maneira de ser, de existir, de pensar. Direção: Henrique Dantas. Duração: 88 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 14 de fevereiro, terça-feira, às 01h e às 15h; 15 de fevereiro, quarta-feira, às 9h; 18 de fevereiro, sábado, às 22h05; 19 de fevereiro, domingo, às 15h.

 

PROMO: https://youtu.be/77cjXWUbVC8

FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1UBGF3b9xTwd40VIdsQ0lNho7jBwCqcjb?usp=sharing 


Terça das Artes (Visuais, Cênicas, Arquitetura e Design) – 14/02


21h30 – "Grupo Corpo Pela Música” (documentário)

“Grupo Corpo pela Música” é um documentário sobre a produção musical original brasileira suscitada pelo grupo de dança mineiro ao longo de sua trajetória de mais de 45 anos. Paralela à produção de seus espetáculos, o Grupo Corpo vem consolidando um espaço de criação para música original brasileira e, assim, constituindo um acervo musical que marca sua trajetória e dos artistas envolvidos. Direção: Armando Mendz e Janaina Patrocinio. Duração: 81 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 15 de fevereiro, quarta-feira, às 1h30 e às 15h30; 16 de fevereiro, quinta-feira, às 09h30; 18 de fevereiro, sábado, às 16h; 19 de fevereiro, domingo, às 22h30.


PROMO: https://youtu.be/u-JwEvx3iCw

FOTOS https://drive.google.com/drive/folders/1ZcZBnIiRjRBvnvr66SfYaZwfCcDO6QzN?usp=share_link


Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 15/02


21h – “Segundo Take” (Série) – Ep.: “Eles Não Usam Black-tie, com Jeferson De”

Neste episódio de “Segundo Take”, o diretor Jeferson De convida o ator Romeu Evaristo para um duplo desafio: encenar dois papéis emblemáticos do filme “Eles Não Usam Black-tie”, de Leon Hirszman, lançado em 1981. Na cena escolhida, os personagens de Milton Gonçalves e de Gianfrancesco Guarnieri têm um diálogo que, apesar de ter sido escrito em 1958, para uma peça de teatro, permanece atual e impactante até hoje. Direção: Julia De Simone. Duração: 26 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 16 de fevereiro, quinta-feira, às 01h e às 15h; 17 de fevereiro, sexta-feira, às 09h; 18 de fevereiro, sábado, às 20h; 19 de fevereiro, domingo, às 10h.


PROMOhttps://youtu.be/VykReqrKD4I

FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1rf0G2MyI2fnJNAJZ26dNOGB1YMO7_oay?usp=sharing


Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 16/02


22h30 – “A Influência da Geração Beat” (Documentário)

Saiba como a amizade de Jack Kerouac, Allen Ginsberg e William Burroughs originou o movimento literário da Geração Beat. Do início em Nova York, no final da Segunda Guerra Mundial, até o fim, 15 anos depois, com a publicação de "Howl" (Ginsberg), "On the Road" (Kerouac) e "Naked Lunch" (Burroughs). O trio criticou a literatura, lançou as sementes da contracultura e influenciou o estilo de vida das gerações que viriam depois.  Direção: Xavier Villetard. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 17 de fevereiro, sexta-feira, às 2h30 e às 16h30; 19 de fevereiro, domingo, às 14h;


PROMO: https://youtu.be/hB88zZnHlWw

FOTOShttps://drive.google.com/open?id=1zDMAb7gAvbAG4saSUULLGvZVhThPk_T3


Sexta da Sociedade (História Política, Sociologia e Meio Ambiente) – 17/02


23h – “Mussolini, o Primeiro Fascista” (Documentário em duas partes) – Episódio 2

Em meados da década de 1930, após 15 anos no poder, Mussolini continuava insatisfeito com seu sucesso. Tornou-se cada vez mais radical e movido por uma única obsessão de transformar os italianos em “homens novos” e a Itália em uma nação guerreira. Em 1938, depois de derrotar a esquerda na década de 1920 e os etíopes em meados da década de 1930, ele definiu um novo inimigo: os judeus. Diretor: Serge de Sampigny. Duração: 52min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 18 de fevereiro, sábado, às 3h e às 11h; 19 de fevereiro, domingo, às 18h30; 20 de fevereiro, segunda-feira, às 17h; 21 de fevereiro, terça-feira, às 11h.


PROMOhttps://youtu.be/4WrNC1Y71Zc

FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1Z77U16h2WPgYbr7XjBrBEAeDyM6bTj9V?usp=share_link


Sábado, 18/02


20h30 – “Alma em Madeira” (Série) – Episódio: “Fernando Mendes”

As criações do designer Fernando Mendes costumam ser batizadas com os nomes das pessoas que marcaram sua trajetória. Enquanto o espectador acompanha a fabricação do Banco Pedro, homenagem ao seu filho, o paulistano radicado no Rio de Janeiro, fala sobre sua paixão pela aviação, em especial pelo Santos Dumont, sobre o aprendizado com mestre Sergio Rodrigues e visita o escritor Zuenir Ventura. Direção: Bárbara Heckler. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 19 de fevereiro, domingo, às 10h30.


PROMO: https://youtu.be/1fylsGoj1TE

FOTOShttps://drive.google.com/drive/folders/1FZB_DUl905V59WkDe4hzRoC0iKDMq9Hv?usp=share_link


Domingo, 19/02


19h30 – "Brasil” (Documentário em curta-metragem)

Curta-metragem que registra os bastidores da gravação do disco Brasil, de João Gilberto, de 1981, com a presença de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Maria Bethânia no estúdio. Dorival Caymmi, Ary Barroso, Grande Otelo e Eros Volúsia, em performances raramente registradas, e Orson Welles, no carnaval do Rio, compõem o quadro visual deste curta que apresenta uma imagem singular do país. Diretores: Rogério Sganzerla. Duração: 13min. Classificação: Livre. 


FOTOShttps://drive.google.com/drive/folders/1_mbIAgebbuQjqONJbkYHRu2gCsNI4hXm?usp=share_link


22h15 – "Mar de Fogo” (Documentário em curta-metragem)

Filme-ensaio sobre o processo criativo do cineasta Mário Peixoto (1908-1992), autor de Limite, um dos clássicos do cinema brasileiro. O título também recria livremente a visão do diretor ao realizar sua obra-prima. Diretor: Joel Pizzini. Duração: 9 min. Classificação: Livre. 


FOTOShttps://drive.google.com/drive/folders/12P5RVQ2eTVmdH6fTwEWr9Lcao5xOojVl?usp=sharing

Sobre o Grupo Curta!

O Grupo Curta! tem como missão a difusão de conteúdos audiovisuais relevantes nas áreas de artes e humanidades, sejam brasileiros ou estrangeiros, através da TV linear (canal CURTA!), de plataformas de streaming de operadoras de telecom e da internet. A curadoria de conteúdos é, portanto, o motor central do grupo e foi uma das que mais aprovaram projetos originais para financiamento da produção pelo Fundo Setorial do Audiovisual: já foram mais de 125 longas documentais e 872 episódios de 77 séries que chegam ao público em primeira mão através de suas janelas de exibição:


O canal Curta!, linear, está presente nas residências de mais de 10 milhões de assinantes de TV paga e pode ser visto nos canais 556 da NET / Claro TV, 75 da Oi TV e 664 da Vivo Fibra, além de em operadoras associadas à NeoTV; 


Curta!On, o clube de documentários do Curta!, na ClaroTV+ e em CurtaOn.com.br, conta com mais de 800 filmes e episódios de séries documentais, organizadas por temas de interesse como Música, Artes, MetaCinema, Meio Ambiente e Sustentabilidade, Mitologia e Religião, Sociedade e Pensamento. Há também pastas especiais com novidades – que estreiam a cada mês –, conteúdos originais exclusivos, biografias, além de uma degustação para quem ainda não é assinante do serviço.


Tamanduá TV, plataforma marketplace aberta para qualquer internauta, já reúne mais de quatro mil conteúdos. O usuário pode alugar filmes e séries específicos ou assinar de forma econômica um dos pacotes que contêm conteúdos segmentados por área de interesse: CineBR, CineDocs, CineEuro, CurtaEducação (para professores e estudantes do Ensino Médio e Enem), MetaCinema (para aficcionados e estudantes de Cinema), entre outros. Os pacotes CineBR, CineDocs e CineEuro são disponibilizados desde 2018 como serviço de valor agregado (SVA) para perto de oito milhões de assinantes de banda larga fixa (ISP) da operadora CLARO, sem custo adicional. 


As atividades do Grupo Curta! também promovem a geração de royalties para produtores audiovisuais independentes, com a exploração de seus direitos audiovisuais nas diferentes janelas de streaming. O pacotes Cines da Tamandua TV e do Curta!ON estão repassando anualmente mais de R$ 1,5 milhão de reais em royalties para os produtores dos conteúdos que difunde.


Para mais informações entre em contato:

Luísa Mattos:: luisa.mattos@agenciafebre.com.br 21 99888-0633

Katia Carneiro:: katia.carneiro@agenciafebre.com.br 21 99978-2881

Ou curta@agenciafebre.com.br 

Siga-nos no Instagram e no Linkedin.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CONVOCAÇÃO:

  A SOSERVI - Sociedade de Serviços Gerais Ltda, CNPJ 09.863.853/0010-12, Convoca o funcionário JONAS GADELHA FERNANDES , para comparecer à sede da empresa para resolver assunto de seu interesse. Prazo de 72hs. Endereço: Rua: Dr. Jose Lourenço  – 2530 – Joaquim  Távora

Nota de pesar

  A PRT-7 manifesta o mais profundo pesar pela morte dos servidores aposentados José Maciel da Silva e José Siqueira de Amorim. José Maciel da Silva faleceu em 22 de janeiro. Sua última lotação foi no Setor de Arquivo desta Procuradoria Regional do Trabalho. O servidor José Siqueira Amorim faleceu em 28 de fevereiro e encerrou a carreira na Secretaria da Coordenadoria de 2º Grau. Ao tempo em que se solidariza com os familiares e amigos, a PRT-7 reconhece a valorosa contribuição de ambos enquanto atuaram nesta instituição.