Pular para o conteúdo principal

Cerca de 173 mil estudantes estão sem previsão de volta às aulas no RS Maior parte dos colégios da rede pública estadual retomou atividades

  Estudantes de 441 escolas da rede pública de ensino do Rio Grande do Sul, que representam 23,5% do total, ainda estão sem data prevista para retorno às aulas, após as enchentes que devastaram o estado há cerca de duas semanas. Ao todo, são 173.256 estudantes nessa situação, segundo balanço da Secretaria Estadual de Educação (Seduc-RS). Apesar disso, outras 1.792 escolas estaduais já retomaram as atividades, o que corresponde a 76,5% das 2.340 escolas públicas gaúchas. Segundo a pasta, 1.059 escolas foram afetadas pela catástrofe, em 248 municípios. Algumas sofreram danos físicos diretos na infraestrutura, enquanto 79 suspenderam as atividades para servirem de abrigo temporário para famílias que perderam suas moradias. Algumas unidades ainda ficaram isoladas e com problemas de acesso. O estado calcula que 378.981 estudantes foram impactados e 566 escolas foram danificadas com 217.396 estudantes matriculados.    Com a situação, o Ministério da Educação (MEC) dispensou as escolas de ens

IJF reforça cuidados para os riscos de quedas, choques elétricos e colisões no trânsito em dias de chuva

 A direção do Instituto Dr. José Frota (IJF) faz um alerta para a prevenção de acidentes domésticos, de trabalho e colisões com motociclistas durante o período de chuvas. De acordo com a equipe da Emergência, as ocorrências de atendimento às vítimas de ferimentos graves causados por quedas, choques elétricos e ocorrências de trânsito podem aumentar por conta dos pisos escorregadios, exposição ao contato da água com a rede elétrica e dificuldade na frenagem de veículos na passagem por lâminas de água.

Os profissionais em plantão no IJF acolhem cerca de 200 novos pacientes todos os dias, sendo as fraturas por quedas as mais numerosas entre as causas de hospitalização. Ao todo, entre janeiro e dezembro de 2022, mais de 17.200 homens, mulheres e crianças foram acolhidos para atendimento especializado após relatos de desequilíbrio, escorregões e quedas em casa ou no trabalho. Os pacientes com mais de 60 anos de idade demandam ainda mais atenção dos profissionais, mais tempo para recuperação e maiores riscos de complicação, tendo em vista a localização das lesões e o diagnóstico de outras condições de saúde, como hipertensão, diabetes, sobrepeso ou desnutrição e osteoporose.
 
Para evitar a exposição aos riscos, as rotinas de segurança no ambiente doméstico são indispensáveis, como o uso de calçados adequados, a instalação de pisos antiderrapantes e barras de apoio nos banheiros, uma boa iluminação nas áreas internas e externas e a consciência de que comportamentos perigosos, como subir em muros, trocas telhados ou mesmo podar árvores, podem resultar em fraturas graves, sequelas permanentes ou mesmo causar a morte da vítima. Paredes úmidas também podem resultar em riscos de choques elétricos, mas a manutenção sempre deve ser realizada por um profissional.

A mesma atenção com a prevenção de acidentes também é necessária em todos os ambientes de trabalho, principalmente na construção civil e na operacionalização de redes elétricas durante os dias chuvosos. Alguns equipamentos de proteção individual (EPIs) são indispensáveis e devem atender ao perfil de atuação de cada profissional, mesmo os autônomos, em pequenos reparos ou grandes projetos. Botas, luvas, capacete, cincos de segurança, óculos e máscaras podem fazer a diferença ao evitar lesões por quedas de grandes alturas, choques elétricos, queimaduras, lesões oculares ou impactos de objetos contundentes. Ambientes úmidos e goteiras facilitam escorregões em poças de lama e descargas elétricas pelo contato com fios energizados desencapados em paredes e pisos molhados.

No trânsito, o respeito aos limites de velocidade e ao uso dos itens de segurança, como capacete e cinto, deve ser redobrado entre condutores e também entre passageiros, tanto nas vias mais movimentadas como nos bairros e zonas rurais. A chuva, que já dificulta a visualização do fluxo de veículos e obstáculos, também forma laminas de água que reduzem a aderência dos pneus ao solo e, por conta disso, derrapagens, quedas e colisões podem ser ainda recorrentes, principalmente entre motociclistas. Em altas velocidades e sem as proteções necessárias, os traumas resultantes desse tipo de ocorrência podem causar paralisias permanentes, mutilações severas ou mesmo fatais. Todos os meses, aproximadamente 800 novos motociclistas são acolhidos na Emergência. Em 2022, o IJF acolheu o total de 9.488 vítimas de traumas durante o transporte em motocicletas. Do total, 4.164 (44%) foram registrados com moradores de Fortaleza e 5.324 (56%) foram registrados de outros municípios.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CONVOCAÇÃO:

  A SOSERVI - Sociedade de Serviços Gerais Ltda, CNPJ 09.863.853/0010-12, Convoca o funcionário JONAS GADELHA FERNANDES , para comparecer à sede da empresa para resolver assunto de seu interesse. Prazo de 72hs. Endereço: Rua: Dr. Jose Lourenço  – 2530 – Joaquim  Távora

Nota de pesar

  A PRT-7 manifesta o mais profundo pesar pela morte dos servidores aposentados José Maciel da Silva e José Siqueira de Amorim. José Maciel da Silva faleceu em 22 de janeiro. Sua última lotação foi no Setor de Arquivo desta Procuradoria Regional do Trabalho. O servidor José Siqueira Amorim faleceu em 28 de fevereiro e encerrou a carreira na Secretaria da Coordenadoria de 2º Grau. Ao tempo em que se solidariza com os familiares e amigos, a PRT-7 reconhece a valorosa contribuição de ambos enquanto atuaram nesta instituição.