Pular para o conteúdo principal

PMCE apreende duas armas de fogo durante ação em Caucaia

  A Polícia Militar do Ceará (PMCE) apreendeu, nessa quarta-feira (19), duas armas de fogo artesanais no município de Caucaia – Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Estado. O material foi apresentado na Delegacia Metropolitana de Caucaia. A equipe policial foi acionada, via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), para verificar uma ocorrência em uma via pública no bairro Guaié. No local indicado, os agentes realizaram uma busca e encontraram um rifle artesanal, de calibre não identificado, e uma arma artesanal calibre .40. O material foi apreendido e apresentado na Delegacia Metropolitana de Caucaia, onde um procedimento foi registrado. *Com informações da Assessoria de Comunicação da PMCE.

Universidades alertam MEC sobre necessidade de recomposição orçamentária para equiparar bolsas estudantis e garantir custeio

 A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES) e diversas universidades, dentre elas a Universidade Federal do Ceará (UFC), têm alertado sobre a necessidade urgente de suplementação orçamentária para as instituições federais de ensino superior (IFES).

O alerta leva em conta a situação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2023, agravada pela necessidade de manter a isonomia entre as milhares de bolsas estudantis custeadas com recursos próprios e as bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), recém-reajustadas.

Imagem: Jovem estudante branco, de óculos, segura nas mãos lâmina transparente em laboratório. (Foto: Jr. Panela/ UFC Informa)
A equiparação das bolsas pagas com recursos da Universidade às do CNPq/CAPES e a garantia de recursos para despesas básicas necessitarão de suplementação no orçamento, demanda prioritária das IFES junto ao Ministério (Foto: Jr. Panela/UFC Informa)

Em ofício enviado ao MEC no dia 17 de fevereiro, a ANDIFES resumiu bem o cenário: “Na Lei Orçamentária aprovada de 2023, o orçamento discricionário (fontes do tesouro) da rede de universidades federais foi de somente R$ 4.745.529,446. Esse valor – o menor de toda uma série histórica – é 2,25% menor que a PLOA 2023 (R$4,854 Bi); 11,69% menor que a LOA inicial de 2022 (R$ 5,373 Bi) e 8,11% menor que LOA final de 2022”.

De acordo com dados da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (PROPLAD), no caso da UFC, o valor da lei orçamentária já é insuficiente para atender a despesas atuais de custeio – o déficit é da ordem de R$ 40 milhões para fechar o ano. Os gastos com custeio envolvem as despesas básicas da Universidade, como contas de água, energia, limpeza e segurança. Sem recursos para honrá-las, o funcionamento da Instituição fica seriamente comprometido.

A PEC da Transição chegou a acrescentar R$ 1,75 bilhão ao orçamento das IFES, mas esse valor está alocado em uma rubrica do próprio MEC, em vez de destinado diretamente às universidades e institutos federais. No documento, a ANDIFES lembra que o valor de R$ 1,75 bi já estava aquém do que vinha sendo pleiteado por reitores de todo o País, que era a recomposição do orçamento de 2019 das IFES, atualizado pela inflação do período. Por isso, defende uma imediata suplementação orçamentária, de modo a evitar a paralisia das universidades.

O documento faz considerações ainda sobre o recente aumento do valor das bolsas da CAPES e do CNPq, o que também tem sido alertado por dirigentes da UFC no Fórum Nacional dos Pró-Reitores de Planejamento e Administração das Instituições Federais de Ensino (FORPLAD). O reajuste CAPES/CNPq é apontado como uma medida justa e necessária, mas que precisa vir acompanhada de uma suplementação extra para as universidades, sob o risco de elas não conseguirem realizar reajustes semelhantes em bolsas custeadas com recursos próprios, a exemplo da Bolsa de Iniciação Acadêmica e das Bolsas de Extensão.

No caso da UFC, uma eventual majoração das bolsas próprias, de R$ 400,00 para R$ 700,00, implicaria aumento de despesa da ordem de R$ 17 milhões por ano, valor que não teria como ser absorvido pelo atual orçamento, diante do quadro citado. “Os números finais (que certamente superarão várias centenas de milhões de reais), a rigor, reclamariam a necessidade de o governo destinar uma suplementação adicional de recursos às universidades para este fim, para não criar uma iníqua situação em que enquanto as agências estariam concedendo reajustes aos estudantes, as universidades estariam fazendo o oposto”, diz o ofício da ANDIFES.

Fonte: Gabinete do Reitor – e-mail: greitor@ufc.br  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CONVOCAÇÃO:

  A SOSERVI - Sociedade de Serviços Gerais Ltda, CNPJ 09.863.853/0010-12, Convoca o funcionário JONAS GADELHA FERNANDES , para comparecer à sede da empresa para resolver assunto de seu interesse. Prazo de 72hs. Endereço: Rua: Dr. Jose Lourenço  – 2530 – Joaquim  Távora

Nota de pesar

  A PRT-7 manifesta o mais profundo pesar pela morte dos servidores aposentados José Maciel da Silva e José Siqueira de Amorim. José Maciel da Silva faleceu em 22 de janeiro. Sua última lotação foi no Setor de Arquivo desta Procuradoria Regional do Trabalho. O servidor José Siqueira Amorim faleceu em 28 de fevereiro e encerrou a carreira na Secretaria da Coordenadoria de 2º Grau. Ao tempo em que se solidariza com os familiares e amigos, a PRT-7 reconhece a valorosa contribuição de ambos enquanto atuaram nesta instituição.